Saturday, December 05, 2009

O TEMPO: SEM SOMBRA DE SOL (10)







Porque os tempos mandam apertar o cinto, Lídia aproveita-os o melhor possível: nos fins-de-semana, feriados, pontes, auto-estradas e viadutos, despe a pele profissional de técnica contabilística camarária a recibos verdes e ei-la a fazer mais uns euros, na honrada laboração de proporcionar uma refeição económica ao passeante mais desabonado, por via de apetitosos cachorros-quentes que ela prepara com esmero e cujo sucesso reside na cebola de Flandres. Aos turistas da estranja, vende hot-dogs e a reconversão nem lhe dá grande trabalho: basta trocar as posições entre o aquecimento e os cachorros e a coisa está pronta a sair. Hoje, sábado fartamente molhado, o autor foi encontrá-la num dos pisos da gare do Oriente lavada em lágrimas. Explicou que um cliente japonês tinha acabado de lhe fazer um escândalo, porque segundo ele, após ingerir um dos seus hot-dogs, foi hospitalizado com cortes profundos nos intestinos. Um ano depois e já restabelecido, confrontou Lídia «Cliente japonês não tel memólia culta: comel cacholo com folha de Flandles!» Mas a boa notícia é que recebeu um convite para jantar, do seu vereador Jesualdo e que a frase, aparentemente dúbia, de "ou comem todos ou... " não lhe suscita qualquer dúvida: ele vai recompensá-la pelo trabalho que ela teve em perseguir Eunice. Sem quaisquer resultados práticos, é verdade, mas para uma primeira vez, que mais se poderia exigir senão a perseguição pela perseguição? A competência chega com a prática e quem sabe se um destes dias não teremos Lídia a perseguir a sua sombra? «Aprende comigo.» orienta-a Jesualdo «Decerto não imaginas que comecei a despachar, com a naturalidade com que despacho hoje... Vê bem que já nem preciso de assinar o que leio!» Também ela tinha de se despachar para responder ao convite expresso no e-mail: afirmativamente, claro.
A seguir: a continuação.
2009. Texto e foto de Alberto Oliveira.

23 Comments:

Blogger via said...

mas que história! mas essa de despachar cachorros parece-me solução jeitosa para a crise!

6/12/09 23:17  
Blogger lélé said...

Isso passa-se em Portugal? Ah!!!... Não sabia que aqui se faziam perseguições!... Nem que se vendiam cachorros quentes! Cachorros molhados, ainda vá que não vá, mas quentes? E um cachorro desses dá para aquecer uma sala com quantos metros cúbicos, mais ou menos?

7/12/09 01:39  
Blogger Justine said...

Acho que não consigo abarcar todos os meandros, entrelinhas, críticas, referências, subentendidos deste teu texto hilariante. Estás em forma - vamos lá à continuação. Sim, porque tudo "isto" que se passa à nossa volta infelizmente tem continuação...
Abraço

7/12/09 13:03  
Blogger Rosa dos Ventos said...

De facto, há por aqui muito mouro na costa disfarçado de japonês de boa memória...
Quanto a cachorros quentes, tu nem me fales!
Desde ontem à noite que vejo um gatinho gelado, a tremer de frio, na varanda do vizinho da frente, onde se refugiou. Não pára de miar à espera de ser adoptado e eu a fazer ouvidos de mercador! :-((

Abraço

7/12/09 13:11  
Blogger JPD said...

Numa das rodas de amigos que frequento, ninguém percebeu o que passou pela cabeça daquele rapaz do Nacional. Fazer uma «Lipo...», aquela intervenção.

Uma coisa é certa: ia correr bem!
Não correu.
Azar!

Quanto á Lídia, uma coisa ela poderá orgulhar-se: é uma das portuguesas que será lembrada por preparar Hot-Dog excelentes sem recurso a refrões de fado. Inovidável «pala o japonês-nipónico!»

Eu prefiro a degustação a o «comem todos».

Por essa razão aprecio estas crónicas e não as outras todas.

Um abraço, Alberto

7/12/09 22:23  
Blogger Filomena Barata said...

Venha o resto da história que me deste vontade de ir comprar um cachorro para a ouvir!
Boa ssmana

8/12/09 23:28  
Blogger MagyMay said...

Ai esta historinha está cada vez mais empolgante... até me sinto qual vizinha do 3ºDto a falar para a do 6º Esq sobre as visitas da prima da vizinha do r/c Dto do 21 da Praceta da frente...
Esfregando as mãozinhas de contentamento,eu!!!

Ahhh... e despacha-te na continuação, sim?

9/12/09 14:27  
Blogger Teresa Durães said...

eheheheh sempre esse humor mordaz!!

9/12/09 14:41  
Blogger oxalá said...

Ora já sei o que fazer às folhas de Flandres ali do vizinho!

9/12/09 18:12  
Blogger Fa menor said...

Bem!... e a ASAE... não se mete com os cachorros?

Ai essa Lídia ainda vai para detective privada!

Bjos

10/12/09 11:34  
Blogger Ruela said...

Parei lá para comer um, estava muito bom ;)


Abraço.

10/12/09 12:52  
Blogger mixtu said...

pois... temos que nos fazer à vida
ainda há pouco fui ao banco e ... não têm agendas... corte de custos...

quedei preocupado com o turismo vindo do japão a quem demos o origato...

e perseguições camarárias... há piores

yayya

abrazo serrano y europeo

10/12/09 14:01  
Blogger São said...

fico esperando...

Um dia alegre, sim?

10/12/09 16:09  
Blogger Maite said...

Caro Legível

Gostei do sotaque do cliente japlonês :)

Espero que a Lídia já tenha mudado o slogan da publicidade aos cachorros ou ainda vai ser um caso sério de atentado à saúde pública :)
folha da flandres??!!! ora francamente! :)))

Tenha um excelente final de dia

10/12/09 21:10  
Blogger bettips said...

Flandres é flamengo? Bem me parecia, que de lá nos vieram aqueles pintores de caras compridas, de cortar a respiração, especialmente nos santinhos sofredores ...
O Japonês(o estrangeiro primeiro) o Jesualdo, a Lídia, a Eunice ... uns coca-bichinhos sociais em Lisboa, ela pleciso limpale esse lisso da capitale!
E tu que persegues esta saga do pobo, bem sabes que não é preciso assinar para despachar.
(Obg por Anas, são meninas esforçadas)
Bjs

10/12/09 22:41  
Blogger bettips said...

...até me esqueci dos cachorros, coitadinhos! que nem uma árvore têm para as suas necessidades...

10/12/09 22:44  
Blogger Joana said...

Cachorros???
Bolo Rei! Quando é que aparece o Bolo Rei! mham-mham

11/12/09 09:50  
Blogger alice said...

o senhor dá-se conta que os leitores salivam a ler os seus textos? :) sabe tão bem...* beijinhos

12/12/09 01:02  
Blogger Marta said...

Texto interessante..
Vou ter que ler os anteriores para poder comentar convenientemente.
Agradeço a visita ao Minha Página -os amigos estão sempre convidados para o chá...
Beijos e abraços
Marta

12/12/09 16:03  
Blogger Arabica said...

:) post a post é um ver se te avias :)

14/12/09 01:01  
Blogger Licínia Quitério said...

Tibnha precisamente acabado de comer um cachorro quando passsei por aqui. Até senti um arrepio na barriga.
Será que Lídia vai arrepender-se de aceitar o convite? Sempre imprevisível o desenrolar desta história!

14/12/09 11:12  
Blogger Alien8 said...

Caro Legível,

Perguntava-me eu, depois de ter lido mais este trecho, o que viria a seguir, e eis que, por especiais poderes divinatórios, me é proporcionada de imediato a resposta: A continuação! Respirei de alívio :)

Mas... voltando ao anterior, bem dizia eu que ainda haveria de perceber o email do Jesualdo. Claro que ainda não percebi, mas parece-me que estou no bom caminho.

Uma dúvida cruel me atormenta o espírito: será que a Lídia vai levar para o jantar alguns dos seus cachorros para japonês?

16/12/09 00:08  
Blogger ~pi said...

estranho um pouco a roupa branca,

mas

de facto,

sim, [ turisticamente falando!! :)



beijos e abraço




~

17/12/09 15:36  

Post a Comment

<< Home