Friday, November 27, 2009

DOMINAÇÃO DE SENTIMENTOS (9)







Deixou as crianças no infantário e fez a pé a distância que a separava da paragem do autocarro para o hospital de Santa Maria onde ia visitar Umbelina, uma amiga de longa data, vítima de atropelamento e fuga na avenida 5 de Outubro. Do atropelamento resultaram múltiplas fracturas na amiga e, ao que se sabe, da fuga o fugitivo saiu disparado e ileso. Mas os seus pensamentos, por esta altura, não estavam centrados na azarada Umbelina. Por mais voltas que desse à cabeça, Eunice não compreendia porque razão Jesualdo lhe enviara um e-mail convidando-a para um jantar, onde o assunto se resumia a um misterioso "ou comem todos ou... ". Sendo certo que, quando o marido chegava tarde da noite a casa, já Eunice dormia profundamente, e enquanto ele ainda dormia a sono solto pela manhã, ia ela a caminho do infantário com as crianças, isso seria motivo suficiente para ele não optar por um telefonema, num momento em que ambos estivessem acordados? E o que quereria dizer "ou comem todos ou ... "? Seria uma ameaça velada de significado oculto ou um modo claro de fazer perder o apetite ao mais faminto dos comensais ? E afinal era um jantar a dois ou Jesualdo convidara também os amigos com quem se fazia acompanhar, aos fins-de-semana da época venatória, divertindo-se a darem cabo da vida aos tordos? Os sentimentos contraditórios eram de tal ordem (continuava a ter imensas desconfianças sobre a fidelidade de Jesualdo, mas certezas, apenas aquelas que a intuição lhe permitia), que o mais assisado seria aceitar o convite e tentar perceber onde começava o menu e paravam as modas. Acomodada no interior do transporte colectivo, enviou uma mensagem ao autor desta história «Se eu não aceitasse o convite, queria ver como é que descalçavas esta bota.»

Continua. Sem esgotamentos académicos ou sofrimentos pandémicos.

2009. Texto e foto de Alberto Oliveira.

24 Comments:

Blogger Lídia Borges said...

Espero que ela aceite o convite, não para ajudar o autor a descalçar a bota, mas porque de facto, é muito importante o romance quando se fala de dominação de sentimentos...

L.B.

27/11/09 22:55  
Blogger lélé said...

Esta novela está a ficar complicada!... (Já bastava eu não ter gê-pê-esse, digo eu...)
O Jesualdo é o marido da Eunice, ou afinal havia outro?

28/11/09 01:46  
Blogger Fa menor said...

Vais ver é um jantar romântico à luz de velas seguido de... nem eu sei quê.
Esse comem todos é muito profundo!

Bjos

28/11/09 14:07  
Blogger São said...

Se não aceitasse o convite, o autor teria imaginação ,ais do que suficiente para arranjar outro enredo, rrss

Bom fim de semana.

28/11/09 19:16  
Blogger tulipa said...

Olá Alberto

Mais um bela história cheia de suspense: o que irá acontecer?
Juro que não estou com cabeça para saber...como é que ele vai descalçar a bota!!!

Por vezes dá-me vontade de desabafar e "partir tudo", foi o que ontem fiz num post com o título "Através de".

No próximo sábado - dia 5 de Dezembro vou receber o meu primeiro prémio na área da escrita – uma menção honrosa por um poema que participei num livro colectivo.

Descubra-me através das respostas que dei a um desafio que me foi proposto: qual a minha mania, o meu pecado capital, o melhor cheiro do Mundo para mim, uma história de infância, enfim, um sem número de situações que aconteceram na minha vida.

Até uma melhor oportunidade, deambulei por PARIS e já estou de volta, mostrando um pouco do que por lá vi e passeei.
As fotos não são as melhores porque a cor do céu não ajudou muito, quase sempre nublado, mas o mais importante é que não apanhei chuva.

Beijinhos.

29/11/09 14:37  
Blogger Justine said...

Eu cá para mim acho que ela não vai mesmo aceitar o convite: faz-se de forte em relação ao Jesualdo, mostrando uma indiferença que não sente, e vinga-se no autor por este estar a fazê-la sofrer de ciúmes cuja razão nem sequer sabe se existe...
E é muito bem feito!!!
Ora descalce lá essa bota:))

29/11/09 17:54  
Blogger JPD said...

Caro Alberto

A vida está cheia de compromissos.

A experiência ensina que os interesses pessoais não devem ser submetidos a disputa. Esse é o proveito, a negociação para que as partes se sintam ganhadoras e satisfeitas.

Haverá desacordo sobre isso?
Claro que não!
Estamos perante um caso de «Lana caprina!»

Porém, o interesse de mais este texto muito bem escrito, está na subtilezas cirurgicamente introduzidas.

A questão da moralidade está presente para evitar iniquidades.

Aliás, valerá a pena recusar jantares quando uma boa refeição, afinal de contas, apazigua tanta angústia e mal entendidos.

Um abraço.

29/11/09 17:57  
Blogger alice said...

para mim, é um prazer vir aqui comer, perdão, ler :) beijinhos*

29/11/09 18:00  
Blogger Arabica said...

Ora bolas, sem esgotamentos académicos ou sofrimentos pandémicos é escrita de pura fantasia, pois tu não vês o ar esgotado dos estudantes às 4 da matina ali para as bandas de Santos? Não percebes que a grande quantidade de alcool ingerida nada mais é que a fuga ao pânico? ia pensando Eunice enquanto contava, depois de jantar, as garrafas caídas pelo chão...932...933...934...comer, todos tinham comido...lá isso é verdade...e bebido também! :))

Beijinhos e sorrisos :))

29/11/09 19:11  
Blogger Humana said...

hummm... dá para perceber que a eunice nutre uma certa simpatia pelo autor desta história.
aguardemos o desenrolar dos acontecimentos, esperando que o jesualdo não se lembre de mudar, de novo, o local da janta. pelo menos, uma coisa é certa: a coisa não vai acabar em prova de natação. se o tempo chuvoso continua até lá, quem sabe se não optam por uma de derrapagem artística.

um abraço meu, marradinhas amistosas da bicharada do "pequeno jardim".

29/11/09 20:50  
Blogger Maite said...

Caro Legível

Tenho de admitir que ando a perder o fio à meada destas suas histórias. Tenho que fazer um update :)

Será que vai haver violência doméstica?! no tal encontro!

Tenha um final de fim-de-semana excelente

29/11/09 22:02  
Blogger gabriela rocha martins said...

que deliciosa
e ansiosa .... espera



.
um beijo

30/11/09 16:57  
Blogger Licínia Quitério said...

E não é que Eunice aceitou o convite do seu mais-que-tudo? Mais curiosa ainda do que desconfiada (com sobejos motivos, diga-se), ruminando sobre a razão do convite, Eunice prepara-se para um próximo episódio, afiando sem cessar as suas garras leoninas, sabendo de antemão que elas agradam sobremaneira ao autor a quem confia o seu destino de personagem principal.

1/12/09 17:35  
Blogger Rosa dos Ventos said...

E afinal como estava a amiga?
Saberemos depois de todos terem comido?
Vamos lá a descalçar a bota depressa!

Abraço

1/12/09 21:12  
Blogger casa de passe said...

Há tanto tempo na incerteza. Ela tem que tirar a limpo se as suspeitas têem ou não razão de ser.


Alice, a Fininha

2/12/09 02:13  
Blogger MagyMay said...

Aposto que a Eunice...
Aceita o convite!!! (estamos na quadra natalícia...rsrs)
Aposto que a Eunice...
Não aceita o convite!!! (a vingança serve-se fria, gelada, em pleno Inverno...rsrs)

Sorriso... Abraço... Sorriso... Abraço

2/12/09 18:57  
Blogger Ruela said...

QUE ENREDO ;)


Abraço.

3/12/09 00:22  
Blogger Joana said...

Cá para mim vai ser "dinner, vééééééééééériiiiii rómantic!"

3/12/09 09:27  
Blogger oxalá said...

Tá na cara que ela vai ao jantar, que ela é como qualquer gata: tem de espreitar tudo.
Porém, dada a similitude gatesca e aquele tradicional ou comem todos, parece-me mais prudente que invistas umas lecas num capacete rigoroso à menor da Senhoira da Saúde e que chames o 112 aí para a tua porta : o tipo está é de olho em ti! O convite à vizinha é só para ter a certeza que estás sozinho em casa, olaré! Eu bem o tenho visto a treinar baseball em tudo quanto é cravo vermelho ali no jardim do Laranjeiro!

3/12/09 17:24  
Blogger Filomena Barata said...

Não sei ... faço-me também convidada!

3/12/09 23:12  
Blogger São said...

Estou esperando...

Bom fim de semana.

5/12/09 12:19  
Blogger bettips said...

Vejo-me às aranhas... e não andamos todos a elas?
De pandemias e manias está o mundo cheio. Ainsi comme ainsi
penso que o Jesualdo é nabo.
E não o seremos todos, pelo menos um bocado? Tronchas?
Toca a ir p'rá mesa e lavar as mãozinhas dos bacilos (olha lá, ó Alberto, pois não tínhamos enriquecido a fazer aquelas coisinhas de lavar mãos de esguicho? o que é preciso é espreitar as novas oportunidades ...)
Com demasiadas perguntas te deixo e abraços suficientes para a quadra:

Ou comemos ou levamos
esta é que é a verdade:
fugindo com o rabo aos coices
não perdemos a ...identidade!

Bjs amigos

10/12/09 22:25  
Blogger Alien8 said...

Pois eu estou como a eunice: Também não percebo porque lhe terá o Jesualdo enviado um tal email entre o convite e a ameaça mafiosa.

Porém, algo me diz que ainda virei a compreender a ideia...

Um abraço.

16/12/09 00:02  
Blogger ~pi said...

então as pandemias...

és contra!?

ai,

[ e como nos distraímos assim!?







~

17/12/09 15:46  

Post a Comment

<< Home