Wednesday, September 30, 2009

FUGA FUGAZ (1)












"Mãe! o pai vai a guiar aquele carro preto!!" gritou Ramiro, o mais velho dos quatro irmãos, apontando o dedo na direcção do veículo. Eunice, que pedalava sem mãos - uma habilidade que lhe tinha ficado de muito nova e que lhe dava imenso jeito para pentear o neófito Bartolomeu enquanto conduzia a prole a caminho do infantário - não queria acreditar no que os seus olhos viam: Jesualdo, o pai da criançada e seu esposo há dez maravilhosos anos, ia de facto ao volante de um carro negro-como-a-desgraça, ziguezagueando perigosa e velozmente por entre o trânsito caótico da cidade. As sombras de um imprevisto e funesto acontecimento, pairaram repentinamente no universo azul de Eunice: se o seu homem tinha saido de casa duas horas antes de bicicleta (eram ambos amigos e associados do ambiente) e por esta altura do dia já deveria estar no seu gabinete camarário a despachar com despacho o que havia a despachar, porque misteriosa razão se encontrava agora no centro urbano, e com um comportamento que lhe parecia a ela uma fuga desordenada para a frente? Teve de voltar atrás, no tempo, e reunir fragmentos recentes de conversas de Jesualdo ao telefone, com pessoas que ele afirmava serem "do trabalho"...
Continua no próximo(?!) número.

2009. Texto e foto de Alberto Oliveira.

25 Comments:

Blogger Maria Liberdade said...

Como sou distraida... (fica melhor que ocupada) não percebi o regresso... Seja bem regressado.

1/10/09 13:20  
Blogger gabriela rocha martins said...

gosto de me surpreender.....

( aguardo ,com alguma ansiedade ,o próximo(?!) número )



.
um beijo

1/10/09 16:59  
Blogger Alien8 said...

Legível,

De volta, saúdo os textos anteriores, que já li, e o respectivo autor.

Este é que me deixou um bocado perplexo: O que faz aí o Jesualdo? Eu creio que o homem está bem seguro, já que o Presidente ainda não veio dizer que "o treinador está de pedra e cal", sinal seguro de que não dura uma semana...

Mas, como isto a história vai continuar, acredito que o mistério venha a ser esclarecido.

Um abraço.

1/10/09 23:58  
Blogger Joana said...

As maravilhas da intermodalidade urbana... a ver vamos onde é que o segundo episódio nos leva!
:)

2/10/09 00:47  
Blogger lélé said...

A última vez que te "vi", estavas a encerrar o estaminé! Pois fico super contente por não o teres feito! Hoje já vi algumas muito boas novidades e esta é mais uma...

Então, a menos que haja aí referência velada a determinada personagem do nosso panorama futebolístico e, nesse caso, não sei de nada, não estava lá e não vi, nem ouvi nada, esse marido da Eunice deve ser daqueles que têm duas caras, duas casas, duas vidas, enfim, tudo a dobrar? Ou isso é só o princípio da história e ele tem mas é tudo a triplicar ou mais ainda?

2/10/09 01:44  
Blogger segurademim said...

... que espectáculo

sou a favor das familias numerosas, daquelas em que não se fazem perguntas, fazem-se filhos

muitos
como vez a criança não faz qualquer pergunta, apenas uma afirmação: "mãe o pai vai a guiar aquele carro preto" e não, mãe o pai vai a guiar aquele carro preto?


só mesmo quando são muitos...

2/10/09 09:23  
Blogger segurademim said...

Errata:
"como vês" e não "como vez".

2/10/09 09:51  
Blogger Justine said...

Começa bem a história(para quem se queixa de andar em crise literária...ah é verdade, o futuro está nas oliveiras!)! Mas não é que a tua história me fez lembrar vagamente uma outra, um bocadinho escabrosa, que por aó circula??? Impressão minha, claro...

2/10/09 11:10  
Blogger Licínia Quitério said...

Não faço ideia que andará a fazer o Jesualdo tão fora de horas, tão fora de sítio, tão dentro de espadalhão. Tu esclarecerás o mistério, na próxima edição.

2/10/09 14:24  
Blogger lilipat2008 said...

Fico à espera do resto da história...fiquei curiosa...

bjs

3/10/09 22:09  
Blogger Ruela said...

Deve ser apenas uma reunião de negócios, nada de grave ;))


Abraço.

4/10/09 16:47  
Blogger Fa menor said...

Ora bem! Acredito que haja vidas duplas por aí, que nem se sonham existirem!

Boa semana

Bjs

5/10/09 11:14  
Blogger Filomena Barata said...

Não vale a pena a fuga para a frente; temos sempre que olhar pelo rectrovisor!

Bom feriado para ti.

5/10/09 11:59  
Blogger Idun said...

ai, ai, que este jesualdo, cá p´ra mim, tem um grande pedregulho no sapato e anda, mesmo, metido em trabalhos! talvez por isso, impedido, pelo tal pedregulho, de um bom pedalanço, ao resolver fugir para a frente se tenha visto obrigado a substituir a bicicleta por um automóvel com mudanças automáticas...

eu e a restante bicharada lá do jardim, vamos montar tenda aqui no fantasias, para lermos, em primeira mão, o episódio que se segue.

abraços e patadinhas amistosas, em duplicado.

5/10/09 14:53  
Blogger JPD said...

Olá Alberto

Tanto espaço no carro e a consorte, sobrecarregada, a sujeitar-se à inclemência e a toda a sorte de perigos do trânsito, a caminho do infantário com a prole.

Como qualificar?

Aguardo novo episódio.

Deixo o convite para o novo espaço da recidiva:

http://oguizoeogato.blogspot.com

Um abraço

5/10/09 15:09  
Blogger MagyMay said...

O meu sexto sentido (apuradíssimo porque sou fêmea..rs) está para aqui a bichanar-me que esta história tem a influência das autárquicas (a profissão do Jesualdo, heim!).
Aposto como o próximo episódio vai ser depois de domingo... sinto-o, pronto!!!

5/10/09 20:34  
Blogger bettips said...

Belo cartaz para as costas de lisboa!!! "não ande com os filhos às costas, entregue-os à ama da bike"...
O portas que se cuide, ou o jaguar dele não era preto?
Que (e inveja e já o disse) saudade dos lugares em que há lugares, taxis e afins iguais há 30 anos.
Bjinho a dois (e li o resto, amores de esquinas, tamanhos e emergências, tá a dar na veia, Albert!)

5/10/09 22:19  
Blogger São said...

Eu pasmo como há gente a embascacar perante Lobo Antunes, que nem sequer te chega aos calcanhares!!

Uma feliz semana.

6/10/09 02:28  
Blogger uminuto said...

Espero ansiosa as cenas do próximo capítulo
um beijo

6/10/09 15:27  
Blogger Lídia Borges said...

Huuummmm!
"Aqui há gato!"

Quero ver de que cor é.


L.B.

6/10/09 20:30  
Blogger Mar Arável said...

Fico à espera

na minha falésia

7/10/09 12:09  
Blogger casa de passe said...

Será que alguém vai ser despachado despachadamente?


Ernesto, o avô

8/10/09 18:27  
Blogger Arabica said...

Ahah! Temos saga! :)

9/10/09 02:13  
Blogger M. said...

Sigo para o segundo número, que gostei do suspense...

9/10/09 18:41  
Blogger AnaMar (pseudónimo) said...

Fantástico. Como é que eu nunca tinha passado por aqui. ainda bem que me boa hora, apesar de tardia, o fiz.
Excelente narrativa. Fabulosa, como legenda da fotografia.

Espero não lhe perder o rasto...

16/10/09 01:16  

Post a Comment

<< Home