Monday, November 26, 2007

PESADELO

















"Quem quer casar com a cadelinha que é bonita e tem malhinhas?" assim ladrava com a lágrima teimosa ao canto do olho, à janela das águas-furtadas, a canídea apavorada com a ideia de ficar irremediavelmente para tia dos cento e um sobrinhos dálmatas. O cocker spaniels de pelo castanho lustroso que passava, nem se dignou olhar para cima. Foi andando, ao rabo dando e entre dentes rosnando "Era o que faltava: cruzar-me com uma cadela de bengala e com o pelo todo manchado do shampô barato."



Clicar na imagem para ver melhor o animal. Não clicar no animal para não ficar com mais nódoas negras.
Só agora dei conta que as águas não foram furtadas. Apareceram no primeiro andar do imóvel.
Estrasburgo, 2007. Texto e foto de Alberto Oliveira.

26 Comments:

Blogger Rui said...

Julieta gania baixinho, num lamento. Tinha saudades de Paris e não via a hora de a rainha voltar à capital. Estrasburgo era bonita, mas isso está longe de ser tudo: sentia falta dos croissants da AU BON FEUILLETE, pastelaria da sua preferência na Rue do Rivoli e, especialmente, do sorriso daquele moço dos olhos tristes, que queria ser moscãoteiro do rei e lhe andava a rondar a casota.
Por cima da padaria MON AMI MITTERRAND, a jovem camareira real olhava a rua, na esperança de algo bom. Gostava de ficar ali, a suspirar o aroma reconfortante do pão acabado de cozer, enquanto a rainha tratava dos seus assuntos no parlamento europeu.
Certa tarde, na janela de todos os dias, puxava ela o lustro ao pelo com a língua, quando uma voz melodiosa lhe chegou, mesmo junto ao ouvido: olá princesa. A principio, Julieta pensou que estava a ouvir a Clara Pinto Correia, mas quando lhe cheirou a Pedigree Pal, e ao shampôo anti-pulgas CãoFiel, ela sabia que era ele.
Dartacão estava pendurado na fachada do prédio, em posição acrobática. Fazia lembrar o Tarzan. Agarrado a uma corda, baloiçava ao sabor do vento, ora perto, ora afastado de Julieta.
- Darty - disse ela, encantada. - Estás cá.
- Pois estou miúda. Vim com a malta à Feira Canino-Erótica que está... - vários latidos vigorosos fizeram-se ouvir na rua. Atos, Portos e Aramis tinham um sorriso amarelo estampado nos focinhos. Foi Atos quem falou primeiro.
- É um brincalhão, esse canídeo lindo. Não lhe ligues. Nós viemos atrás da Milady, e como cá estávamos, viemos fazer-te uma visita.
- Er... pois, é isso. Eu... eu estava a brincar. Chega-te aqui e dá-me uma beijoca - e nisto, Dartacão deu balanço a mais, a corda partiu-se e ele estatelou-se no chão.
Entretidos a socorrer o amigo, os moscãoteiros não se aperceberam da presença sinistra de um casal, discretamente sentados na esplanada do café vizinho, LE BIDONVILLE. O Cardeal Richilieu e Cruella de Vil observavam a cena e cantavam baixinho:

Eram uma vez os três
Os famosos moscãoteiros
Do pequeno Dartacão
Tão bons companheiros

Os melhores amigos são
Os três moscãoteiros
Quando em aventuras vão
São sempre os primeiros

Dartacão, Dartacão
Correndo grandes perigos
Dartacão, Dartacão
Perseguem os bandidos
Dartacão, Dartacão
E os três moscãoteiros longe
Vão chegar

Dartacão, Dartacão
És tu e os teus amigos
Dartacão, Dartacão
Em jogos divertidos
Dartacão, Dartacão
Vocês são moscãoteiros
A lutar

Quando eles vão combater
Já não há rival algum
O seu lema é um por todos
E todos por um

O amor de Julieta
É o Dartacão
E ela é a predilecta
Do seu coração (...)

Um riso sinistro ouviu-se e este comentário termina aqui, que já vai abusado.

27/11/07 15:07  
Blogger Rui said...

não é Olá Princesa, mas sim, Adeus Princesa... mas já não tenho coragem de corrigir outra vez...

27/11/07 15:09  
Blogger Licínia Quitério said...

Claro que ao Rui nada escapa. Cruzou os dálmatas com os dartacães e deu o que se leu. Depois disto, Alberto, tudo o que eu escrevesse não seria Legível. Desculpa, o teu post é genial, como sempre, não cliquei no bicho, como mandaste, mas sinto-me esmagada pela prestação desse "três letrinhas". Eu sei que são as regras do mercado, as boas práticas, etc., mas eu não tenho estaleca para esta economia global. É que o Rui tem apoios propedêutico-financeiros a que eu não tive acesso e sinto-me assim como aquele vendedor de castanhas que, quando ouviu falar do mercado livre, se estabeleceu no passeio à porta de um banco para lhe fazer concorrência.

Com isto tudo até me esquecia de mandar uma festinha para a Julieta.

27/11/07 17:51  
Blogger Tó Gomes said...

Cão, cão: adaptação.

27/11/07 17:58  
Blogger ~pi said...

que lindeza!

mesmo por cima da gelataria, aliás,

cenário é perfeito!!

e...adorei as manchinhas...




:)

27/11/07 21:36  
Blogger Maria P. said...

Cliquei ao lado, que eu não faço nódoas negras assim de qualquer maneira! :)

Beijinho Senhor da rimas e outras letras*

27/11/07 21:40  
Blogger Ruela said...

vai haver cãotinuacão?










;)

28/11/07 00:11  
Blogger Idun said...

consta que a cadela, farta de anunciar, sem êxito, a sua disponibilidade, se cansou do seu lugar à janela e, numa bela noite de outono, conseguiu escapulir-se para a rua, onde não tardou muito a encontrar um simpático rafeiro que se perdeu de amores por ela.depois de longa caminhada, encontraram abrigo numa pequena casa dos arredores da cidade, onde vivem, apaixonados e felizes. não consta que tenham descendência. o rafeiro presta pequenos serviços como guarda nocturno, assegurando, assim,para si e para a sua dama, uma existência relativamente desafogada, e permitindo-se, inclusive, deliciá-la com alguns pequenos mimos: coleiras com imitações bastante convincentes de pedras preciosas, para ocasiões especiais, biscoitos da melhor marca...

é um prazer visitar-te, ó legível.
deixo mimos&ronrons para ti e para os teus visitantes, amigos de felinos

28/11/07 11:52  
Blogger Bichodeconta said...

Acontece o mesmo com muitos seres humanos.. Aposto que o cão que passou a fazer-se de caro, nunca na vida vai apanhar a jeito uma cadela tão linda e que tanto o estimasse. As aparencias................

28/11/07 13:08  
Blogger samartaime said...

Desculpa lá, compadre, mas o teu sr.cocker é sulista, elitista e racista!

28/11/07 17:49  
Blogger un dress said...

pesadelo em elm street...?

eu sei que ela acabará por saltar!!

que mais valem as pernas magoadas que semelhante tortura!

estou a pensar com cabeça canina! sou aparentada com eles...acho :)

/e tive uma gata quue saltou mesmo! e do sétimo andar prá morte...






.abraÇo.beijO.

28/11/07 19:12  
Blogger legivel said...

para samartaime:


Não tens de me pedir desculpa comadre. Recreei apenas uma história "da carochinha" iguial a tantas outras do quotidiano real.

28/11/07 19:17  
Blogger bettips said...

Uma "querida" imagem, de sorridente acompanhamento da palavra chave: em bom pano cai a nódoa!
Quanto ao resto, de Barcelona (com defeitos e tudo), a diferença é que Gaudi andou 40 anos a projectar a Natureza nos humanos e nós tivemos ainda mais tempo do "contra-natura" e seus capangas. E pelos vistos, nota-se e continuamos, alegremente... Abçs

28/11/07 19:52  
Blogger lélé said...

Como é que se vê que é uma cadela? Por mim, podia ser um cão e eu candidatava-me já!...

Pensando melhor, nem me importava que fosse cadela!... A casa deve ser super!...

28/11/07 22:41  
Blogger Presença said...

Acho que a minha Zucca (uma labrador amarela) pode fazer companhia no chá das tias...

bjo carinhoso

29/11/07 02:54  
Blogger Gi said...

Já cá venho para te ler, a esta hora já não vejo nada à frente. Tens lá um prémio para receber. Por acaso nem és mau de todo :)))


beijinhos

29/11/07 05:44  
Blogger Joana said...

Com tanto romance até eu fiquei comovida!
Mais vale esta história aqueles enredos pindéricos das novelas portuguesas... safa!

Mas descansa que aqui a nossa princesa sarapintada vai encontrar o seu príncipe! Cocker spaniels como tu há muitos, seu palerma!

Bjs

29/11/07 10:10  
Blogger ~pi said...

vim devagarinho verse já sal tou

29/11/07 14:22  
Blogger Gi said...

cãosiderando que estou cãostipada e que não cãosigo pensar eu nada que cãotifique o quanto gostei da história , vou esperar (mas não muito para não ficar cãosada) pela cãotinuação . Espero que não te fiques por aqui porque a cãotidade de coisas que há para falar sobre cãonídeos é assinalável. Os cãocioneiros populares, os cãotares de amigo, por exemplo, foram invencão (sem cedilha) deles. Pronto, vou-me .
Cãosegui dizer mais do que pensava fiquei cãosideravelmente esgotada.

O prémio cãotinua à tua espera!!!
cãodepuderes levanta-o s.f.f.

beijos

29/11/07 20:15  
Blogger manhã said...

esse azedume contra os cães de raça é inexplicável, coitadito do bicho! talvez um vira lata,como na história da Disney!

29/11/07 20:50  
Blogger Vertigo said...

:))

29/11/07 22:17  
Blogger L.Reis said...

Está toda a gente contra o desgraçado do Cocker...eu compreendo-o. Da outra vez, tinha dado de focinho com uma tal de carochinha que não se calava, esganiçada em prantos, porque queria casar. Como cavalheiro que era, ofereceu-se para desposar a dita insecta coleóptera e ela "que não... que ele tinha a voz muito grossa". A energúmena!!!
Fora-se dali abalado, traumatizado com a auto estima feita em salsa picada. A sua rápida recuperação deveu-se ao facto de ter tido conhecimento da trágica morte de um tal João Ratão, numa experiência gastronómica mal sucedida e que metia coisas medievais como caldeirões ferventes.
Ora um bicho não se esquece...nã...
Agora lá estava outra...desta vez uma canídea. Ora o Cocker sabia, ao contrário de muitos de nós, que a história é uma coisa muito perigosa: repete-se... e muito! E se havia coisa a que ele não estava disposto era a acabar os seus dias afogado num tacho de fumegante Pediegree Pal só porque não lhe apetecia ir à missa.

30/11/07 00:11  
Blogger RC said...

Uma cadela casadoira: imagem fantástica.

Xi itálico

30/11/07 01:09  
Blogger Spiritman aka Bacardiman said...

Tu és demais! Este é mais um fantástico, a cadelinha ali, por cima do toldo, tá demais...
Olha se ela fosse toda preta eu gatinhava pelo toldo, depois ladrava-lhe, e por fim... casava-me!

Cumprimentos mixed by Jameson 12 anos!!!

30/11/07 22:43  
Blogger isabel mendes ferreira said...

:) um beijo. pelo "felino".




___________________.


boa noite "PINTOR".

30/11/07 23:12  
Blogger Sofia said...

E que tem ficar pa tia????? AIIIIIIIiiiiiii...... :(((((( tens razao. Vou-me já pôr à janela. Isso ajuda???? ;))))

Tu és o maximo!

Masd olha que o RUI. Voces os dois juntos devem ser bonitos de aturar! ;)

bjs

11/12/07 18:11  

Post a Comment

<< Home