Tuesday, September 04, 2007

O JULGAMENTO
















Ciciavam em alemão -que é um idioma que não domino e por isso não traduzo as palavras incendiadas que das suas bocas brotavam. Mas pobre de mim se não soubesse o que os gestos corporais significam. E estes eram belos porque era da linguagem do amor que tratavam. A posição dos corpos, faria supor que retemperavam forças por momentos, de uma exaltante batalha travada. Mas os olhos nos olhos, a dança dos lábios quase a tocarem-se, anunciavam pela certa que outra batalha se aproximava, pois nestas coisas de amores estivais a guerra não conhece tréguas muito prolongadas. Fixavam os meus olhos o repuxo de água que parecia pretender refrescar os corpos das duas acaloradas criaturas quando ouvi à minha rectaguarda uma voz feminina em bom português-excursionista: "Deviam era ter vergonha na cara! Vem uma pessoa descansada para uma viagem tranquila e leva com esta pornografia na cara! Que falta de respeito por outras culturas!! Anda amiga. Vamos ali ao C&A a ver de umas roupinhas originais.". Incomodadas, afastaram-se de braço dado. Despedi-me dos amantes com um "Divirtam-se!" que naturalmente não perceberam. Mas o que interessava isso?


Clicar na imagem para ver todos (mas todos!) os pormenores com olhos de ver.


Nuremberg, 2007. Texto e foto de Alberto Oliveira.

25 Comments:

Blogger JPD said...

Olá Alberto

Beijo mais famoso do que este só o do Rodin.

O jacto de água constitui a exaltação do acto de amor consumado.
(Suspeito, porém, que o pedido de observação que fazes reside num outro detalhe. Dir-nos-ás!)

Um abraço

4/9/07 22:00  
Blogger Maite said...

Caro Legível

Ao ver em mais pormenor a imagem pareceu-me ver umas asas sob o corpo masculino. Será que é Ícaro? Que afinal não caíu no mar Egeu mas nesta bonita fonte de Nuremberg e claro está que apareceu logo uma ninfa que por ali andava... o resto da história está por si muito bem escrita :)

Tenha uma excelente noite

4/9/07 22:24  
Blogger lélé said...

Não sei se a vergonha na cara ia fazer aquelas carinhas tão feiosas mais bonitas! Há que admitir a possibilidade, por respeito a quem sabe o que quer e não faz as suas compras num sítio qualquer!

4/9/07 22:40  
Blogger mcorreia said...

oh! homem marafado! que queres tu que façam as alminhas excursionistas perante essa exaltação luxuriosa?! ir às comprinhas, claro! pelo sim pelo não, eu que não tenho aqui por perto nenhuma loja dessas, vou fazer um clique e ver melhor aquilo (rs) em ponto grande! :)

5/9/07 01:24  
Blogger butterfly said...

Não acredito que perante uma cena, obra de arte, reveladora duma intimidade tão normal, entre amantes, os comentários absurdos sejam proferidos na Língua de Camões.:)
Há tanta gente que viaja e passa os dias nos grandes armazens. Estou farta de explicar que poderiam, com esse dinheiro, comprar montes de trapinhos mas, é mais fino dizer à amiga que passou férias na Cova do Vapor, sem desprimor para a Cova e para o Vapor que, a tshirt foi comprada na C&A mas,... na Alemanha.
Aumentei a foto.
Um abraço

5/9/07 02:54  
Blogger Entre linhas... said...

Expressão nítida de um amor consumado,a partir de um beijo onde tudo pode acontecer.
Bjs Zita

5/9/07 14:03  
Blogger inBluesY said...

q promenores pretendes que não sejam passados em claro Alb ?

bjs a todos :)

5/9/07 14:05  
Blogger Teresa Durães said...

claro que só podiam ser vozes portuguesas. É por essas e por outras que sempre achei que tinha mais queda para alemã do que lusa. Agora só me resta aprender o dialecto local. Sim, que o resto é bastante fácil :P

5/9/07 14:37  
Blogger legivel said...

Para

jpd e inbluesy:

Naturalmente que os pormenores escultóricos e o símbolo comercial da "C&A" que mal se distingue no canto superior esquerdo da imagem.

abraço e beijo.

5/9/07 16:08  
Blogger Rui said...

Wolfgang sentiu toda a sua madeira estremecer.
- Ai, Gunther... - suspirou.
- Que foi Wolf?
- 'Tou com o pau feito!
- Desgraçado, que é sempre a desoras.
- Não sejas assim para mim, que eu não mereço.
- Estás cansado de saber que durante o dia é impossível.
- Eu sei, eu sei... - Wolfgang repetiu o suspiro, desta vez em profundidade.
- Mantém lá isso, que quando a loja fechar e as cortinas forem corridas, tratamos do assunto.
- Prometes, prometes mesmo?
- Claro! - Gunther não conseguiu esconder algum aborrecimento - Eu sou Bávaro, de Rothenburg ob der Tauber! Um boneco de palavra, portanto!
- Meu Bávaro lindo. E grande... e... e musculado, que me deixa louco.
- Exagerado - disse sem convicção.
- És o meu Fuhrer, o meu Reichspräsident, o meu Uber Alles.
- Oh, dizes isso só para me agradar.
- Tonto. Logo é que vais ver o que é agradar.
- Ui!

E ficaram os dois a olhar o repuxo e as figuras adjacentes.

- Aqueles é que tiveram sorte - acabou Wolfgang por dizer.
- Sempre quis ser estátua... em bronze.
- Despido... - suspirou outra vez Wolfgang, mirando o seu companheiro de janela.
- Estão ali duas catatuas com cara de nojo. Não gostaram do que viram.
- Olha, olha, e parece que vêm aqui para a loja.

Adelina e Francelina, turistas acidentais em Nuremberga, caminhavam esbaforidas para a loja C&A, sem reparar que na janela, por cima delas, quatro olhos de madeira as seguiam.

5/9/07 16:47  
Blogger ~pi said...

c&a...vi!

eles, tirando o duplo queixo, são perfeitos!!

lindos!:)

5/9/07 17:15  
Blogger bettips said...

Curiosidade "aguçada" e satisfeita. Gosto do inusitado realismo, até das caras comuns. A posição é por demais "conhecida" e poética...Felizmente, o C & A tranquiliza o nosso equilíbrio! O pendor dos amantes de domingo.
Que gosto encontrarmos tantos sintomas, tantos contrapesos para a balança... D & G, MacD, KFC, Cartier para os endinheirados, Larousse de poche, o livrinho vermelho...enfim. Efabulo porque é Nuremberga e lembro logo os "pequenos cantores" de Bruxelas.
Quanto ao sitaites, para ti até passadeira, caro! Mereces esse merecimento... Abraço

5/9/07 19:14  
Blogger bettips said...

Já agora...trata-se de um grupo escultório que bem gostaria de ver em todo. E à criança foi desviada, virtuosamente, a atenção pela fonte, bem pensado.

5/9/07 19:19  
Blogger burro said...

Mas, afinal, quais pormenores?

6/9/07 01:30  
Blogger M. said...

É bem verdade que o amor é cego. É que estes amantes são tão feios... :-))
E o amor pressupõe uma certa estética, julgo eu.
Mas claro que o teu texto é que vale.

6/9/07 11:22  
Blogger Luciana said...

Alguns portugueses simplesmente não entendem o que é a arte!!! Pobres deles!!
Acho a escultura magnifica!! :D
Beijinho caro vizinho! :D

Tens um prémio lá no meu cantinho. ;)

6/9/07 12:32  
Blogger un dress said...

extensamente amantes

belos que são

assim expostos

entre.la(n)çados


...






:) beijO

6/9/07 14:20  
Blogger Maria Liberdade said...

Estão até muito comportadinhos... Olha se calha a mão dela escorregar... Olha se calha...

6/9/07 18:16  
Blogger Dulce said...

Verdadeira ou não esta história, o q é certo é q há muito boa gente q tem essas saídas ...
Um abraço

6/9/07 20:08  
Blogger tb said...

Como sempre que aqui venho estou a rir e nem sei gosto mais do teu escrito se do comentário do Rui.
Como consegues escrever textos assim partindo de uma simples figura...As coisas que te assaltam a memória. :)
Sempre a arte a morar aqui.
Beijinhos

7/9/07 08:12  
Blogger eremita said...

uma bela foto com um excelente olhar escrito. O comentário...esse é para esquecer de tão lamentável. Depois Portugal fica com um péssimo nome. Por causa de uma almas cretinas...
Brincando: reparou se eram..."loiras"?
Fraterno abraço

7/9/07 12:39  
Blogger Gi said...

Já vi o pormenor. Muito obrigada por nos chamares à atenção. Aprecio arte e o design do C&A é digno de ser admirado. Sempre gostei muito da combinação do azul e vermelho :)))).

Beijos :)

7/9/07 19:11  
Blogger Peg solo said...

oh legi,
vem uma pessoa de volta às lides da blogosfera p ver estas indecencias? esse auto-retrato-escultura a bronze foi muito bem apanhado ;)
beijo e até ja

7/9/07 19:47  
Blogger APC said...

Ainda bem que existem C&A, e McDonalds e outros oásis privilegiados um pouco por toda a parte, ou uma pessoa não saberia como fazer para desviar a atenção de certas coisas que lhe aparecem pelo caminho, quando mais não pretende do que fazer uma férias minimamente interessantes, ufa!

E sim, a teu pedido, vi todos os pormenores, por pequeninos que alguns fossem, diga-se! :-P

8/9/07 01:38  
Blogger Licínia Quitério said...

Caramba! Há que preservar uma certa decência. Por muito calor que fizesse, os senhores de bronze poderiam cuidar de algum recato. Eu cá, quando turista acidental, evito que as minhas criancinhas espiem estas desavergonhices. O que me vale é haver sempre por perto um belo monumento (chame-se ele MAC ou C&A) onde toda a família pode fartar as barriguinhas e os olhinhos de cultura.
E tu, mandaste clicar para quê? Para ver aqueles senhores de madeira de que fala o Rui? Sim, são giros, mas nada de especial. Veio-me à ideia a Loja das Meias. Essa, coitada, também já foi. Ao menos que façam ali agora uma boa duma casa de frangos daquelas que dizem: VENDE-SE PARA FÓRA.
Ah, quanto ao repuxo gostei. É pena que não arrefeça de vez o parzinho e deixem de arreganhar as beiças daquela maneira.:(

Um abraço da

Miquelina

8/9/07 12:21  

Post a Comment

<< Home