Saturday, April 21, 2007

E AS OUTRAS?!...
















... serão queijadas tão falsas que nem o logotipo fabril onde são paridas, consta do invólucro cilíndrico em papel onde se aninham comprimidas as ditas cujas? Provavelmente nem código de barras têm... e da indicação de "consumir até... ", muito menos. E se, de dúvida em dúvida, nos interrogarmos "se por ventura as falsas?! queijadas, talvez nem de massa doce sejam feitas... ", então não será muito difícil de aceitar que comprar queijadas apenas o devemos fazer no estabelecimento que a imagem mostra. E que todas as outras fábricas de queijadas da Sapa, estão a infringir as regras de mercado por cópia abusiva de uma marca registada legalmente. É verdade que não será fácil detectar essas mesmas fábricas, pois se forem idênticas à fábrica?! que a imagem documenta, então concluiremos que as fábricas não são fábricas mas sim meros estabelecimentos comerciais. O que é, igualmente, o caso da fábrica?! "das verdadeiras queijadas da Sapa". Confundido com as suas próprias interrogações, Juvenal despediu-se de Sintra e rumou a Lisboa. Em Belém, comprou meia-dúzia de pastéis de nata na Casa dos Antigos Pastéis (do mal o menos: a esta não a designavam por fábrica... ) que lhe asseguraram comercializar os verdadeiros natas. Em casa, enquanto mordiscava o primeiro pastel, ligou a televisão e ouviu Mário Crespo "... serão estas as verdadeiras notas da licenciatura de José Sócrates? Segundo a edição do Expresso deste sábado... "
Sintra, 2007. Texto e foto de Alberto Oliveira.

36 Comments:

Blogger Eng. Xaxita said...

Duvidas atrás de duvidas... Quanto aos pastéis, eu até sugeriria ao 'Sô Juvenal provar os Pastéis do "Pastelinho de Benfica", que, na minha humilde opinião, são mais saborosos que os da beira-rio! E assim se lança mais uma duvida!

21/4/07 13:28  
Blogger alice said...

eu nem queijadas verdadeiras, nem queijadas falsas. fui e vim sem adoçar a boca. mas adocei os olhos e o coração. estive com uma menina muito bonita com nome de rainha e um menino que vinha com ela muito simpático. gostei muito de tudo, só tenho pena que soube a pouco, o tempo é ingrato, passa demasiado depressa quando estamos a gostar. um grande beijinho.

(confesso que tive de me abstrair do boneco do comentário anterior)

21/4/07 15:12  
Blogger JPD said...

Olá Alberto!

Estás de volta e isso é muito mais importante que as queijadas que referes.

Os processos de certificação estarão a fazer o seu percurso. Deseja-se que a qualidade ultrapasse a fase de cauticação da clientela e garanta desde sempre um padrão indiscutível.

(Saudações leoninas!
Ementa para a final no Jamor: sardinha de Sesimbra, coxinhas de frango do Freixial; uma boa rega!, e com o cafezinho um ou dois pastelinhos de Belém... Pela resultado a favor da lagartagem!)

Um abração!

21/4/07 15:21  
Blogger seilá said...

eu já leio...a gora ouve:
do lado direito do REPENSANDO está uma oferta para ti! Bom domingo!

22/4/07 10:21  
Blogger Maria P. said...

Estas são boas, mas quando fores Sintra compra queijadas na Casa do Preto. Essas sim uma delícia!

A tuas letras outra delícia!

Beijinhos

22/4/07 19:54  
Blogger APC said...

Pois é... A verdade é sempre difícil de encontrar... Na maioria dos casos vai-se pelo que é mais doce! :-)
Apesar de tudo, uma passagem por Sintra vale e valerá sempre a pena, e isso é mesmo verdade! :-)))
Um abraço.

22/4/07 21:24  
Blogger bell said...

E ainda haverá alguma coisa verdadeira hoje em dia?

22/4/07 23:01  
Blogger Fortunata Godinho said...

Acho que quem se digna a escrever isto na fachada, não tem medo e nada parece recear. partindo desse pressuposto, entãoestas serão as verdadeiras - mas se calhar nem por isso as melhores...

23/4/07 15:30  
Blogger un dress said...

gosto daquela carruagem que mora

em sintra e faz um percurso pra lá

do tempo.

aliás, sintra existe noutro

tempo...




beijO

23/4/07 15:54  
Blogger Sofia said...

Dá mesmo q pensar, não é??? Haverá ainda alguma verdade verdadinha????

;)

bj

23/4/07 15:56  
Blogger Rach said...

olha quem voltou!... ainda por cima com doce espírito mercantilista
um beijo querido Alberto Legivel

23/4/07 17:30  
Blogger lélé said...

Com este teu regresso, quase nem me importo com a falsidade do Sócrates...
(ai, que mentirosa que eu sou!)

...mas a sério, que com as da Sapa não me importo mesmo!... E, já que estamos numa de publicidade, os bolos e biscoitos ali do Gregório, em Sintra, pois claro, não são falsos! São de comer e chorar por mais e depois continuar a chorar porque se abusou!...

23/4/07 22:32  
Blogger Joana said...

Para mim um pastel de nata e um café são a coisa mais verdadeira que pode existir à face da terra! bjs
:)

23/4/07 22:41  
Blogger Peg solo said...

mas quem é a Sapa?
ficaria bem mais espantada se tentassem vender "as falsas" ou "as virtuais"!
concordo com a Joana.
cafézinho e o pastel sao do mais real q ha ;)

24/4/07 01:39  
Blogger Sandra said...

Já procurei em todos os Expressos da minha zona e a Verdade é que a página das "Notícias Bombásticas" foi arrancada. Vá lá saber-se porquê!...

24/4/07 11:04  
Blogger Luciana said...

Benvindo de volta. Espero que o descanso tenha sido bom e que por um tempo não seja necessária essa ausência novamente.

Quanto a queijadas, desconheço estas queijadas da Sapa, por isso, para mim as veradeiras queijadas são de Sintra! :) E concerteza fica mais perto de mim! :D

Beijinhos grandes

24/4/07 11:31  
Blogger sonhadora said...

Hoje fazes parte dos meus sonhos. E de cá não sáirás.
Beijinhos embrulhados em abraços

24/4/07 15:14  
Blogger isabel mendes ferreira said...

tb à cautela deixo dois...pode entregar o outro à pessoa mais segura do mundo?

:))))))))))))))))))))



_________________obrigada.

24/4/07 15:25  
Blogger Teresa Durães said...

nunca Sócrates, o filósofo, esteve tão em moda:

- Só sei que nada sei!

24/4/07 16:18  
Blogger Cusco said...

Embrulhado num vermelho e perfumado cravo de Abril venho deixar o meu agradecimento pelas simpáticas visitas e comentários.
E viva Abril!
Sempre!
SE DEUS QUISER!

24/4/07 16:39  
Blogger dulce said...

De vez em quando passo por aqui. Ponho a leitura em dia e fico-me a sorrir ... Foi o caso de hoje, com a única diferença de que hoje te deixo um comentário e um beijo.

24/4/07 17:08  
Blogger Luz said...

As queijadas do Continente também não são nada más... Mas ainda não encontrei substituto pro pastelinho de Belém ;) Beijinhos :)

24/4/07 17:19  
Blogger Maite said...

Caro Legível

Nada como uns genuínos pastéis de Belém para tirar o sabor acre das dúvidas. :)

Bem-vindo seja

Tenha um bom feriado também

24/4/07 20:39  
Blogger mixtu said...

eu não conhecia tais queijadas, a berdade é que não sou especialista em tal iguaria...
mas devem ser daqueles produtos que dizem
"consumir, se possível antes de ..."
yayaya, historia veridica numa tasca perante um produto que há muito perdeu a validade, disse-me o taberneiro: Dr, se possível... só foi agora possível ...

cor verde, bom gosto, ver se domingo corre bem mesmo se o marques mendes (miccoli) a jogar, eles não vão longe,

abrazo

25/4/07 01:08  
Blogger TAU TAU TUFA said...

bom feriado.vai uma queijada?
beijo

25/4/07 12:24  
Blogger Kalinka said...

Olá Legível
Ai tantas dúvidas...das notas do outro, das queijadinhas...é isso, neste Mundo não nos livramos das dúvidas, algumas que nos atormentam mesmo, não estas aqui descritas, pelo menos para mim.

Dúvidas não tenho sobre isto:
Ano de 2001 - 25 de Abril
Neste ano e neste dia, eu estava «presa» por outra razão... presa ao Amor/Paixão.
E, divagando, aqui vos ofereço estas palavras:
Hoje queria,
Encher-te de rosas cor de pêssego,
Queria acordar-te
Com uma flor pelo corpo,
Queria hoje...
Hoje queria amar-te muito,
Queria hoje,
Porque...
O quero todos os dias.

Espero que passes um bom feriado.
Beijos e abraços.

25/4/07 13:41  
Blogger Entre linhas... said...

Bem...fico-me pelos pasteizinhos de nata dos grandes conhecidos "Os Galegos" aqui em Sines,assim deixa de existir margem de dúvidas lol

Bom feriado

Bjs Zita

25/4/07 15:41  
Blogger augustoM said...

É tudo uma questão de lógica da batata. Se o que não é verdadeiro é falso, logo o falso do falso é verdadeiro. Conclusão: todas as queijadas são verdadeiras, talvez umas mais caras do que outras!
Um abraço. Augusto

25/4/07 21:46  
Blogger tufa tau said...

gato ou lebre?

25/4/07 21:46  
Blogger passarola said...

ser ou não ser, eis a questão... e agora que bem que marchava, uma dessas verdadeiras queijadinhas!!! ;)

26/4/07 00:12  
Blogger manhã said...

Essa "fábrica" tem cá umas queijadas! Bolas! Lugar de culto para quem vai a Sintra! Melhor lembrá-la no blog! Vivam estas piquenas preciosidades!

26/4/07 11:25  
Blogger M. said...

Gosto de ironia e este texto tem-na...

26/4/07 13:53  
Blogger A said...

ehehehehe

Pois. O Sócrates.

Faltam-lhe duas cadeiras para acabar o curso: a cadeira eléctrica e outra pelos c.... baixo (não digo a palavra que é ma palavra muito feia)

:)

29/4/07 14:34  
Blogger tb said...

o pastelito até se ia entalando pela surpresa. Afinal não era ele apenas a ter dúvidas. Deveria ser um problema mais abrangente...:)
beijo

1/5/07 18:10  
Blogger segurademim said...

... ah pois! notas!!!!

NOTA-SE...

3/5/07 08:45  
Blogger jorge vicente said...

no gregório (estefânia de sintra), também fazem bons bolos, mas não sei se fazem queijadas. já lá comi bons pastéis de nata, entre outras delícias sintrenses.

as fábricas e as tradições já não são o que eram

um abraço
jorge vicente

7/5/07 16:27  

Post a Comment

<< Home