Thursday, March 02, 2006

... A QUEM NÃO TEM DENTES.



















Um destes dias ia eu mais a minha mais-que-tudo (Mona para familiares e amigos chegados, Desdémona para formalismos diversos), discorrendo sobre uma pérola da televisão portuguesa, de seu nome "O Prédio do Vasco", quando inopinadamente ela me diz com a cara mais angelical deste mundo: «Tem piada Lé! mas vem mesmo a propósito; por falarmos em textos de grande nível, servidos por comediantes de primeira água, lembrei-me que estou desesperadíssima por comer nozes!» Fartíssimos de saber, estão os meus amigos que com a experiência do casamento, há muito que me deixaram de espantar as mudanças de velocidade que a Mona imprime a qualquer conversa. Mas desta feita assustei-me; estaria grávida? É que estas coisas de desejos súbitos por comestíveis, indiciam algo mais que mero apetite.
Uma altura péssima esta! congeminei de imediato, uma vez que este ano as promoções estão fechadas e aumentos só para inglês ver. E se fossem gémeos?! Raios, afinal para que servem tantas precauções? Fervilhava de pensamentos negativos e cenários catastróficos a minha cabeça. Parei, apertei-lhe a mão com força e perguntei-lhe: «Mona, diz-me a verdade; tu queres as nozes porquê?!» . Duas pequenas lágrimas rolaram-lhe pela face; baixou os olhos e sussurrou: «Porque se diz que deus dá nozes a quem não tem dentes. E eu quero aproveitar enquanto ainda os tenho todos... ». Aliviado, ao fim do dia levei para casa vinte quilos do fruto da nogueira...
Foto de: Alberto Oliveira.

54 Comments:

Blogger @ said...

O ser humano só complica, quando podia ser tão simples como perguntar o porquê? Como foi o caso.

2/3/06 08:49  
Blogger Sofia said...

;))))
tá aí uma grande lição de vida "comer nozes enquanto se tem dentes!" Porque é que nem sempre nos lembramos disso e só nos lamentamos quando ficamos desdentados?

Bjs

2/3/06 10:17  
Blogger Spiritman aka Bacardiman said...

Pois, e infelizmente o que o meu gabinete mais constata por aí é pessoal cheio de dentes, sãos ou podres, mas sem nozes, sãs ou podres, pra comer. E nesta carência... fômos todos de fim de semana pra valência!!! Lol Lol

Rimou? Espero que sim, ou que pelo menos tenha sido compreendido, em mais um belo post do Sr. Legível!

Cumprimentos mixed by Jameson 12 anos!

2/3/06 13:09  
Blogger Rui said...

Atraiçoa-me a vista, ou a noz do canto inferior esquerdo não foi vista a abandonar a Rua Augusta, no outro dia, em rebolanço acelerado, fugindo, assim, do local do crime?

Azar o dela, que vai acabar partida à força de martelo e esmagada entre dois molares.

2/3/06 13:48  
Blogger anirada said...

Assim é que é...:) fica bem***

2/3/06 13:53  
Blogger anirada said...

ah, esqueci-me...beijos para ti.

2/3/06 13:56  
Blogger Joana said...

... e aquela do "quem tem unhas é que toca guitarra"...
se a do dedo mindinho for grande dá para tocar guitarra e mexer em outras coisas... ugrh...
:)
bjs!

2/3/06 16:06  
Blogger Azul said...

Mas é que o curioso, é que vindo de si, não era de esperar outra coisa. A Mona pede, e você dá, e aos quilos não é verdade amigo? Muito bem. Gostei de saber. Assim é que é falar e sobretudo, amar e entender o outro. Muito, mas muito bem. Bem haja, querido Legível. Beijocas pa si. Azul.

2/3/06 18:18  
Blogger alice said...

OBRIGADA PELA MELHOR GARGALHADA DO MEU DIA :-)

QUEM É O JORGE?????

ADOREI, ÉS O MÁXIMO!!!!

BEIJOS,

alice

2/3/06 20:32  
Blogger alice said...

querido legível,
estou extasiada pela tua intervenção,
mil beijinhos de admiração
alice

2/3/06 21:20  
Blogger lélé said...

... sem dúvida... nozes e mais nozes!...
A Mona, Desdémona, aliás, que eu não conheço a senhora de lado nenhum, tem toda a razão: se deus dá nozes a quem não tem dentes, alguém tem que lhe dar nozes a ela, que os tem!...

3/3/06 02:20  
Blogger Seila said...

olha que este provérbio da tua Mona é bem melhor que o outro. Na há dúvida: Comam-se as nozes enquanto temos dentes ela percebeu-a toda! (lágrimas porque o raio do Lé na viu peva!)

3/3/06 12:07  
Blogger Phi@ said...

bem e eu a pensar que já teria lido algures que a Mona estava em estado de graça!!!! hummmm devo ter.me equivocado, mas ia jurara que em posts anteriores já o terias anunciado!!! estou a ficar velha e gaja com certeza!!! bjocas

3/3/06 12:54  
Blogger Phi@ said...

errata: onde se lê jurara deve ler.se jurar e onde se lê gaja deve ler.se gafa!!! isto anda mesmo mal!!!

3/3/06 12:55  
Blogger Flor said...

querido legível,
:))maravilha teu texto!!!


Beijo grande!

3/3/06 16:38  
Blogger manhã said...

O que o homem não faz no lugar de Deus, até lhe vai trocando as voltas!Caso para exclamar: "São nozes Senhor são nozes!"

3/3/06 19:34  
Blogger Lagoa_Azul said...

Elementar meu caro, elementar, porque haveria a tua mais que tudo querer comer nozes, senão porque tem dentes, lol...

Beijos com carinho para a tua mais que tudo uma vez que eu também adoro nozes.

Para ti, com desejos de um bom fim de semana, beijos...

3/3/06 20:24  
Blogger musqueteira said...

Viva Legivel,
E no caso de ser mesmo apetite de cegonha?...levaria 40 Kg da dita nogueira para casa?!...Bom fim de semana...ao som das cascas de nozes.;)

3/3/06 21:15  
Blogger Luz said...

Ena, perdi tantos textos... Quer dizer, não os perdi, mas vou-me ver tramada para arranjar tempo para por a leitura em dia...
Pois, agora que ando emigrada (há já umas semanitas, que parecem meses...) em terras muito frias, descobri que não é só o cão que fica com o nariz azul por aqui... hihihi
Tem um belo fim-de-semana, beijinhos, e como já dizia o outro - "I'll be back..." ;)

3/3/06 23:44  
Blogger clotilde said...

És um exagerado!!!

Beijinhos e bom fim de semana

3/3/06 23:45  
Blogger Peg solo said...

eh eh eh! Quanto drama por um punhado de nozes! Desses kilos todos sobra alguma coisa para os pombos? não deixes que sobre!

4/3/06 01:37  
Blogger Bífido said...

uma boa surpresa :)

4/3/06 01:46  
Blogger segurademim said...

É de aproveitar as oportunidades, quando passam à frente do nosso nariz!!! pois claro!
Noses, laços, fitas e medalhas é só para quem tem dentes...

Ali todas agrupadas na montra! há que puxar pela creatividade e arranjar maneira de lhes deitar a mão, uma birra, umas lágrimas e... voilá - venha a nóses o vosso reino

;)

4/3/06 10:53  
Blogger segurademim said...

... olha que é mesmo nóses, pretendendo reforçar o plural de nós!!!! topas?

;)

4/3/06 11:30  
Blogger Maite said...

Caro Legível
Tem toda a razão, não se deve ficar "a remoer" coisas. Nada como esclarecer tudo e é tão simples e às vezes até as respostas são tão prosaicamente simples :)
Essa sua maneira carinhosa de tratar a sua mais que tudo é de fazer inveja a qualquer uma :)

Bom dia para si

4/3/06 13:42  
Blogger JPD said...

Sabes que me contaram ter visto um senhor aos saltos a gritar «Hossanas! Tragam as nozes!!!» -- Eras tu, então.
Belo. belíssimo.
Um abração

4/3/06 19:26  
Blogger legivel said...

Para @:

É da nossa condição; não há volta a dar-lhe...

4/3/06 23:59  
Blogger legivel said...

Para sofia:

E não só; a prevenção contra a cárie dentária, ainda tem muitas lacunas...

Bjs. e óptimo domingo!

5/3/06 00:01  
Blogger legivel said...

Para bacardiman aka spiritman:

Pois rimaste pela certa
mais vírgula ou menos pózes;
até fiquei de boca aberta
p´ra comer mais umas nozes.

Cumprimentos by água tónica.

5/3/06 00:07  
Blogger legivel said...

Para rui:

A tua atenção aos mais ínfimo pormenor é notória. Fotografar montras, tem destes inconvenientes reflexivos.

No caso, a haver fuga, já não seria na Rua Augusta. São nozes da outra margem do Tejo...

5/3/06 00:13  
Blogger legivel said...

Para anirada:

Disseste de tua justiça. Boa!

Beijos e bom domingo!

5/3/06 00:16  
Blogger legivel said...

Para joana:

"mexer em outras coisas... ". Pois...

... ou aquela: "com papas e bolos, se enganam os tolos... "

Bjs.

5/3/06 00:20  
Blogger legivel said...

Para azul:

Emociona-me saber que me tem em tão boa conta. Ah! quem me dera ser, como descrevo o meu personagem...

... faço por isso; o que já abona a meu favor.

Beijos e um óptimo domingo!

5/3/06 00:24  
Blogger legivel said...

Para alice:

Foi um prazer ver-te sorrir.
Sobre o Jorge, já te respondi no teu blog e em tempo oportuno.

Beijos.

5/3/06 00:27  
Blogger legivel said...

Para lélé:

É uma constatação, acrescentaria eu.
Não conheces?! mas... Vê lá; pensa melhor. A mulher do Otelo. Não, não era desse; a do outro. O do Shakespeare. Já te lembraste, não foi?

5/3/06 00:36  
Blogger legivel said...

Para seila:

Não te aborreças e dá-lhe um desconto que o homem anda com as diopterias avariadas. É o que me consta...
Bom domingo!

5/3/06 00:38  
Blogger legivel said...

Para phi@:

Velha?! com esses olhos tão expressivos?! Deves estar a gozar-me. E memória é coisa que não te falta... que a Mona, efectivamente já foi mãe, num post lá mais para trás. Mas isso não obstava a que pudesse sê-lo novamente. Com a natalidade a cair em flecha até (quem sabe... ) teria direito a uns subsídios extra...

Beijos.

5/3/06 00:44  
Blogger legivel said...

Para flor:

Obrigado, Flor amiga.

Beijo grande e um óptimo domingo!

5/3/06 00:45  
Blogger legivel said...

Para manhã:

A quem o dizes! Não será tarefa fácil endrominá-lO, mas já vão havendo para aí uns manuais (excumungados pelo vaticano... ) que explicam "tim-por-tim-tim" como faz...

5/3/06 00:50  
Blogger legivel said...

Para lagoa azul:

Não receies que também chegam para ti; vinte quilos é muita noz...
Tenho muito gosto em enviar-te um saquinho delas.

Tem um bom domingo!
Beijo amigo.

5/3/06 00:53  
Blogger legivel said...

Para musqueteira:

Viva Musqueteira!
Penso que está provado, que a Desdémona, aliás Mona, aliàs Mais-que-tudo, terá tudo do seu amado!
E o que são uns meros quarenta quilos de nozes, arrastados até casa? morte de homem?. Ná. Apenas três dias de cama para recuperar do esforço físico...

Óptimo domingo!

5/3/06 00:58  
Blogger legivel said...

Para luz:

Ficas com leitura para as férias...
A primavera não tarda (com alguma pena minha, que o tempo passa a correr.. ) e o teu nariz retomará a coloração habitual.
Volta... sempre que quiseres.
Beijinhos e um óptimo domingo... que já se iniciou...

5/3/06 01:06  
Blogger legivel said...

Para clotilde:

Sou nada! Não tenho é a ideia das proporções...

Beijos e um grande domingo!

5/3/06 01:08  
Blogger legivel said...

Para peg solo:

Lembraste-me o "Por Um Punhado de Dólares" estrelado pelo Clint nos idos de setenta. Mais tarde, aumentou a parada para "Um Milhão... ".
Tu a tua incontornavel amizade pelos pombos...

5/3/06 01:14  
Blogger legivel said...

Para bífido:

Obrigado e bem-vindo!

5/3/06 01:14  
Blogger legivel said...

Para segurademim:

Percebi! de que noses se tratavam no teu comment.
Como diria o outro: «O meu reino por um cavalo!; para ir comprar mais nozes!!»

5/3/06 01:18  
Blogger legivel said...

Para maite:

Cara Maite:
Pois. A tendência da complicação está na massa do sangue de muitos de nós (nós, os que querem as nozes todas para si, se bem me entende... ) porque é , também, pela via da complicação que se disfarçam muitas lacunas e outras coisas que tais.
Não é por acaso, que cada vez faz mais carreira, a frase "Isso é muito complicado!" E a serventia que a frase tem! Dá para tudo e mais alguma coisa...

... hoje estou demasiado complicado. Para o que me havia de dar.

Tenha um domingo feliz!

5/3/06 01:30  
Blogger legivel said...

Para jpd:

Caro José:

Aos saltos?! Um Senhor?! O Criador é assim tão apreciador de tal fruto? Não sabia...

Abração e bom domingo!

5/3/06 08:27  
Blogger JL said...

Bolas, isso foi uma nogueira completa... Mas à cautela, à cautela, amigo Lé, sugiro que compre aqueles testezitos que vendem na farmácia. Assim como assim, ficará -ou não- mais descansado.

Um abraço e boa semana

5/3/06 14:55  
Blogger legivel said...

Para jl:

Já se fez o teste. E, espanto dos espantos, resultado positivíssimo; em vinte questões, dezanove respostas vencidas e uma... empatada.

Bom resto de domingo!!

5/3/06 15:05  
Blogger mood said...

hehehehe...amigo legível, quer-me parecer que te amigaste com alguém que é tampa certa para o teu tacho. As mudanças de velocidade que a tua Mona imprime no discurso parecem andar par e passo com aquelas do teu pensamento. As dinâmicas de casal são muito giras :) Ah, e respeito muito quem quer aproveitar as nozes enquanto tem a dentição completa.
Bjinhos

5/3/06 18:48  
Blogger I said...

No palácio de Chipre, olhando o mar através das janelas, a inocente Desdemona (Mona)sonha com o amor do marido, longe de imaginar a intriga congeminada pelos seus loucos inimigos que a desejam , mas não amam.Furioso e crendo-se emganado, Otello(Lé)entra nos aposentos da esposa, matando-a de forma horrível :lapidação sumária , atirando-lhe uma a uma, vinte quilos de nozes, acertando, certeiro, no coração de Mona.

5/3/06 21:48  
Blogger legivel said...

Para mood:

Estavas a preparar uma refeição quando fizeste o comentário... Só pode! "tampa certa para o meu tacho... " (heheheh)

beijinhos.

6/3/06 09:55  
Blogger legivel said...

Para i & c:

As nozes como arma de arremesso num final dramático da tragédia "shakespeareana"...

6/3/06 10:00  

Post a Comment

<< Home