Monday, February 13, 2006

INQUIETAÇÃO



















Só o vi quando estava mesmo a passar em frente à montra da loja de lingerie. Era um sujeito de meia-idade sem características especiais que o distinguissem de outros sujeitos de meia-idade. Apontava uma máquina fotográfica, sem qualquer dúvida para o manequim de roupa interior vermelha e disparava vezes sem conta. Entre cada disparo, puxava de um caderno minúsculo e apontava qualquer coisa rapidamente. Algumas mulheres que paravam por momentos, olhando o interior da montra, olhavam-no também, curiosas; mas seguiam depois o seu caminho. Ele nem parecia dar pelas pessoas, de tão absorvido se mostrava nos seus movimentos; fotografava e escrevia no pequeno caderno, fotografava e escrevia no pequeno caderno. Intrigado, segui-lhe discretamente os gestos a pouca distância e notei-lhe, de cada vez que escrevia, que uma ruga se cavava na sua testa. Contei seguramente umas trinta fotografias, outros tantos registos... e igual número de rugas onde se lia alguma inquietação. Finalmente, guardou a máquina numa bolsa e a seguir, pareceu-me ler tudo o que tinha escrito. Um sorriso rasgou-lhe o rosto.
Não me contive. "Que não me levasse a mal, mas tinha estado a observá-lo, achei curioso e fora do comum o seu labor perante um mero manequim de montra e..." Interrompeu-me afável e explicou calmamente enquanto guardava o pequeno caderno no bolso do casaco «Estive a fotografar um poema de amor que há muito imaginei ter escrito. Faltava-me apenas o corpo feminino; encontrei-o hoje, aqui, na rua Augusta»
Foto de : Alberto Oliveira.

49 Comments:

Blogger Azul said...

Que bom, hoje sou a primeira a vir aqui!! Magnífico texto. Cheio de calor humano e de sensualidade, simultaneamente. Que delícia de palavras... poema de amor, em lingerie. Quase me deixou sem fôlego, a suspirar por um olhar seu ... Desta vez, acho que vou ser eu a dormir mal a noite, por causa de si. Beijo. Até breve. Azul.

P.S. Então sempre foi ver a peça ao D. Maria? Gostou? Dê notícias. Beijo de novo. Até já.

13/2/06 10:09  
Blogger clotilde said...

Bom dia!

Gostei muito do texto mas, parece que senti um murro no estomago ao lê-lo.

13/2/06 10:44  
Blogger segurademim said...

Inquietante, tanto coração, tanta promessa!!!
É de facto perfeito, o corpo (do texto)... e o poema como será??!!
Aguardarei com um sorriso, tranquilo, curioso ... em dúvida

:)

13/2/06 11:47  
Blogger Lagoa_Azul said...

Sim e para ilustrar esse poema de amor há muito imaginado nada melhor que um manequim, de linhas perfeitas e traços imperturbaveis..
Questiono, será que foi um poema de amor que esceveu na mente, lollllllllllll, ou foi a mente que no manequim recitou um poema de amor ;)
Magnifico texto como sempre.

Beijos com carinho de boa tarde

13/2/06 13:19  
Blogger manuel said...

Pois! há poetas que não fingem. limitam-se a "imaginar" ...

Bravíssimo texto. A aplaudir de (em?)pé...

Abraços

13/2/06 17:18  
Blogger Flor said...

Primeiro quero dizer que adoro as fotos que fazes, o que dão um imenso valor aos que escreves pois são de tua autoria, depois os textos que se lhe colam uma pura maravilha com imenso calor humano!
O meu bravo a ti a ti e a ti todinho!!

Sim a TI!

beijo grande

13/2/06 17:46  
Blogger Seila said...

atraem-me estes tipos de gente

13/2/06 18:14  
Blogger Joana said...

...e que belo corpo este!
Sem estrias, nem pele de casca de laranja. Sempre esticado e rijinho, nunca encrequilha! Tem as medidas certinhas para caber e parecer bem em todo o trapito que se lhe ponha em cima... frunn, frunnn, frrunn... cheira é um bocadinho a plático, mas também não se pode ter tudo!
bjs!
Boa Semana

p.s. cu-cu! eu vi-te! estás muito bem! :)

13/2/06 19:25  
Blogger  said...

Caríssimo,

(...estava uma pessoa aqui atrás a perguntar-me porque me ria, não lhe expliquei, penso que angariaste mais um leitor, quem sabe não terás, futuramente, mais um comentador assíduo).

Deixemo-nos de devaneios, vá, confessa, quanto é que pagaste ao senhor de meia idade para ele aparecer na fotografia?

Quando a vi ainda pensei que pudesses ser tu, mas o angulo da fotografia e a posição do dito senhor são impossíveis para seres tu, a não ser...que tenhas feito uma manipulaçãozita em photoshop. Se bem que não te acho uma pessoa de fazer manipulações, principalmente em photoshop.

Beijinhos :)

13/2/06 19:47  
Blogger sotavento said...

Eu acho que ele se inspirou no vermelho!... ;)

13/2/06 20:04  
Blogger Vodka e Valium 10 said...

Quão perversamente verdadeiro que é melhor gostar de uma construção plástica do que uma harmoniosa pessoa comd efeitos e qualidades.

Esse senhor fica-se pelos manequins, há quem vá mais longe, até Às bonecas de sopro...

13/2/06 21:52  
Blogger JL said...

Encontrou na rua Augusta, ou a Augusta na rua? Valeu este artigo, caro amigo. Aqui está uma belíssima ideia para o dia ds namorados. E, espanto dos espantos, até que nem está nada caro :-)
Voltando ao fotógrafo de alguma idade: sabe que pode ir tudo o resto mas fica a ideia... É pelo menos o que ouço :-)

13/2/06 22:43  
Blogger lélé said...

Realmente, as mulheres devem estar em baixa!... Encontrar um corpo feminino só acontece na Rua Augusta?!... E de plástico?!... E sem pernas?!... E com encaixes nos ombros?... Bem!...

13/2/06 22:53  
Blogger Pilantra said...

coisa mais triste, caramba!

14/2/06 00:01  
Blogger Maite said...

Caro Legível
O que podemos observar quando nos detemos, nem que seja por momentos, e prestamos atenção em alguém! Voltou a lembrar-me aquele seu hábito estranho que postou no blog da Amok_she :)

Mas vim aqui para lhe desejar um feliz dia de S.Valentim junto da sua mais que tudo (gostei desta sua expressão) :)

14/2/06 11:01  
Blogger Sofia said...

Muito bom. Arrepiei-me no final. Estou a ficar "viciada" no papel!

Escreves bem, continua assim.

bjs

14/2/06 11:06  
Blogger @ said...

Um corpo sem cara, dá para sonhar...

14/2/06 14:11  
Blogger Phi@ said...

bonito postal de S. Valentim...bonita forma de haver uma declaração, palavras de amor sem serem demasiado óbvias ou pindéricas mesmo...gostei muito...bxox

14/2/06 15:10  
Blogger Rui said...

Ia jurar que tinha visto esse senhor, de câmera em punho, a uma mão, apenas. Mas não posso jurar.
Também nunca seria capaz de o interromper. Não se interrompe um poema.

14/2/06 16:33  
Blogger sem cantigas said...

eu e a segurademim aguardamos ansiosas pelo poema de amor que será semdúvida semcantigas literariamente reservado corporalmente indiscritivel e tecnicamente perfeito aiai
(desconfio que jamais o lerei pelo que deixo aqui o meu suspiro de inveja e os meus parabéns a ambos)

14/2/06 16:44  
Blogger a sua vizinha said...

Ó vizinho, que senhor com tanta sensibilidade... Tinha de ser de meia-idade... Hoje tenho a impressaõ que já não se dizem coisas assim!

Venha tomar um cafezinho...

14/2/06 19:49  
Blogger legivel said...

Para azul:

Oh! amiga Azul... longe de mim tornar-me o causador das suas insónias. Durma bem, que amanhã é outro dia...

Fui ver, pois. Deixei um comment sobre o assunto no seu último post.

Um beijo. Até breve.

14/2/06 20:58  
Blogger legivel said...

Para clotilde:

Boa noite!

Que não tenha passado de uma sensação; que de modo algum pretendo magoar alguém. Muito menos a si.

14/2/06 21:01  
Blogger legivel said...

Para segurademim:


O corpo do texto
precisava de cor;
arranjar um pretexto
p´ra falar de amor.

Todo eu sou poema
a prosa já havia;
e só tinha pena
não haver fotografia.

... foi assim que as coisas aconteceram...

14/2/06 21:18  
Blogger legivel said...

Para lagoa azul:

Não tenho por hábito escrever na mente. Utilizo normalmente o papel... de fantasia, para essa tão nobre actividade.

Este manequim, por sinal não tinha pernas; o que, mesmo para um manequim, não deixa de ser uma contrariedade...

Beijos carinhosos de boa noite.

14/2/06 21:24  
Blogger legivel said...

Para manuel:

Claro que não sou um fingidor encartado; "isto" é mesmo um biscate para completar o magro vencimento que recebo como administrador do grupo SÓPAI...

Abraços.

14/2/06 21:29  
Blogger legivel said...

Para flor:

Obrigado, amiga Flor. É muito agradavel ouvir as tuas palavras de incentivo no que se refere às imagens. É bom saber que dás valor a tão incompreendida e perigosa arte. Na parte que me toca e desde que edito fotos no blog, já levei uma dentada de um cão (por ter aproximado demasiado a máquina ao seu focinho) e fui perseguido por uma pequena multidão enfurecida, por tentar captar imagens da cega que canta na rua Augusta. Safei-me à recta, porque saltei para as cavalitas de um sujeito que andava a treinar para a meia-maratona de Lisboa...

Beijo grande.

14/2/06 21:42  
Blogger legivel said...

Para seila:

Também a mim; parece que têm um iman...

14/2/06 21:43  
Blogger legivel said...

Para joana:

É a solução mais eficaz! Não gasta dinheiro em refeições, não há doenças que a atormentem ( o plástico é de uma durabilidade à prova d´água)e nas relações com o sexo oposto, não há tempo para desgostos. Nem para alegrias...

Também te vi. Mas passaste a correr...
Bjs.

14/2/06 21:50  
Blogger legivel said...

Para pé:

Nem me passa pela cabeça comprar as minhas personagens... na escrita ou em imagem. Já chegam os problemas que tenho para arranjar jogadores de primeira água para o clube aqui da terra...

"... o ângulo da fotografia e a posição do dito senhor, são impossíveis para seres tu... ".
Se te disser que o vidro da montra, reflecte (por acção da claridade) o que (ou quem)fica à frente dela, será assim tão difícil a quem tira a fotografia aparecer na mesma? Digamos que tu imaginavas um outro fotógrafo...

Não. Não sou assim tão manipulador...

14/2/06 22:02  
Blogger legivel said...

Para sotavento:

Ele, não devia ser "cá dos meus", não...

14/2/06 22:04  
Blogger JPD said...

caro Alberto, porque é que o meu amigo não se ofereceu para que este magnífico texto integrasse o poema que lhe fora anunciado e tantos outros que seguramente um belo corpo de mulher sempre suscitará?!
Um abraço

14/2/06 22:04  
Blogger legivel said...

Para vodka e valium 10:

Ora aqui está uma boa questão... A das preferências... do material.

Salvo o devido respeito pelos gostos de cada um, apesar de tudo, as tais bonecas de sopro serão sempre mais maleáveis, que a rigidez dos manequins. Suponho eu, que do uso de ambos não sou cliente...

14/2/06 22:12  
Blogger legivel said...

Para jl:

Garanto que não editei este post, por via do dia de São Valentim que hoje passa. E o interessante é que a minha proverbial distracção é um facto! Só depois de editar o post e ao clicar (aumentando)na imagem, dei conta dos corações. Nem na altura de captar a imagem me lembrei de tal...

... Augusta é um belo nome para uma personagem de um post. "Augusta & César; um drama passional romano". Vou pensar nisso... para quando me reformar...

14/2/06 22:22  
Blogger legivel said...

Para lélé:

Esclarecimento:
O texto deste post, não reflecte crenças ou ideais do autor. Este, limita-se a "passar ao papel", as fantasias (ficcionadas) de outrém. Que por mais desvairadas?! que sejam, devem ser do conhecimento de todos. Porque nada se deve esconder com o manto diáfano da... mentira piedosa.

"Com encaixes nos ombros... ", parafusos nas nádegas e porcas... (cala-te boca)...

14/2/06 22:35  
Blogger legivel said...

Para pilantra:

Ou sou eu que ando a ver muitas comédias, ou então não descortino a tal tristeza.

Por um cidadão se apaixonar assolapadamente por um manequim a pontos de ser visitado pela musa?! a quem já tinha perdido a noção do tempo que a não via?!

14/2/06 22:51  
Blogger legivel said...

Cara maite:

Cumpre-me em primeiro lugar, informar a quem por aqui passar (para que não restem dúvidas) que o "hábito estranho que postei no blog da Amok..." era o hábito de uma confraria de que já não recordo o nome, estava roto e com algumas nódoas de vinho...

Observar atenta e carinhosamente os nossos irmãos é um hábito (outro!) pastoral que me ficou dos tempos de seminarista... sem vocação.

A minha mais-que-tudo, ressona a sono solto (ninguém é perfeito!), mas agradeço na mesma, desejando que também tenha passado um belo dia.

14/2/06 23:04  
Blogger legivel said...

Para sofia:

Arrepiaste-te?! Não acredito. Olha que o tempo frio que se fez sentir nestes últimos tempos, já lá vai... parece-me.

Bjs.

14/2/06 23:08  
Blogger legivel said...

Para @:

Se dá! todos os cenários são possíveis...

14/2/06 23:10  
Blogger legivel said...

Para phi@:

Eu sei que gostas destes postais... Mas abrir mão do animal de estimação é que não pode ser nada; eu bem tento, mas...

Beijos!

14/2/06 23:12  
Blogger legivel said...

Para rui:

Fizeste bem! é que há gajos malucos que quando são interrompidos... Fujo deles a sete pés!!

14/2/06 23:14  
Blogger legivel said...

Para semcantigas:

Tenho agendada uma ida à Rua Augusta para a próxima quinta-feira. Se encontrar novamente o fotógrafo-poeta, quem sabe...

14/2/06 23:17  
Blogger legivel said...

Para a sua?! vizinha:

Não se dizem, não! Agora são só asneirolas, cambada de malcriados! os pais é que têm a culpa, que não lhes dão educação, e os professores são outros! até têm medo deles!! havia de ser no meu tempo!! estudar?? deviam era começar a trabalhar com a minha idade, que era para saberem quanto custa a vida!!

Ó vizinha, café não posso beber por causa da tensão, mas... não se arranja um (ou dois) copos de tintól?

14/2/06 23:22  
Blogger legivel said...

Para jpd:

Caro José:

Cada vez me voluntarizo menos... seja para o que fôr; oferecer-me, só para ir de férias... pagas por algum mecenas, amigo das artes e que de caminho me compre poemas.
Os tempos estão difíceis...

Abração.

14/2/06 23:29  
Blogger manhã said...

Olha o que a imaginação é capaz,há de facto poesia até num manequim anoréxico e pálido. Será a lingerie?

15/2/06 10:59  
Blogger  said...

Legivel,

Não imaginava nada outro fotografo, não sejas assim.
Pensei que o ângulo fosse mesmo impossível, mas pode ter sido uma ideia errada minha.

15/2/06 14:32  
Blogger legivel said...

Para manhã:

É todo o envolvente
que faz uma estória assim;
foi em figura de gente
que vi o manequim...

15/2/06 19:00  
Blogger legivel said...

Para pé:

Não sou assim; sou muito pior...

Continua a interpretar a teu belo prazer; não te preocupes de que ângulo fôr...

15/2/06 19:05  
Blogger  said...

Uffff

15/2/06 19:21  

Post a Comment

<< Home