Thursday, October 13, 2005

O ÚLTIMO RECURSO

A sala de espera era igual a tantas outras salas de espera. Acanhada e com o espaço literalmente preenchido com cadeiras, à excepção de uma pequena mesa circular, próxima de uma das duas janelas. Na mesa, empilhava-se um molho de revistas que pelo aspecto, deviam ter sido folheadas milhares de vezes por centenas e centenas de mãos e da sua actualidade, voltar meia-dúzia de meses atrás no tempo do calendário não chegariam. Em ambas as janelas, um letreiro a informar que "Por favor não abrir. Temos ar condicionado". Se tinham, não se dava por tal, que o ambiente estava irrespirável.
A atenção das pessoas centrava-se num aparelho de televisão sob uma base colocada na parede e quase a roçar o tecto. Manuela Moura Guedes noticiava decerto porque os seus lábios (e a boca...) movimentavam-se; mas não se ouvia, porque as vozes dos pacientes-em-espera superavam o som televisivo. «Maria Filomena Santos. Sala número três!». A chamada em tom áspero, partiu de um micro instalado na parede do lado onde eu me encontrava sentado. Uma mulher possante e de seios enormes, levantou-se com alguma dificuldade e dirigiu-se para o corredor que dava acesso a cinco portas com outros tantos números.
O homem que estava na cadeira ao lado da minha perguntou-me «O senhor desculpe; por acaso é para a doutora Fernanda?». respondi-lhe que sim, que por acaso era. E ele tornou «Desculpe uma vez mais; e qual é o seu número?». Pacientemente disse-lhe que era o treze. E abri o jornal como que a dizer-lhe "não quero conversar, que quando te voltas para mim tresandas a azedo". Mas ele não desarmou. «Eu só posso dizer bem dela; tem-me tratado muito bem e se a minha saúde não anda melhor, devo-o à minha cabeça. Que a doutora Fernanda até bons conselhos me dá!» . Fui salvo pela voz no micro, que me chamou.
Era uma mulher de meia idade. Com um sorriso que se pretendia simpático, estendeu-me a mão e pediu-me para me sentar. «Então conte-me lá o que o aflige, senhor...Legível». »Uma dor insuportável no peito; aqui, do lado do coração» , lamentei-me. «Mas pelo que vejo a relação já terminou há um tempo largo. E... voltou a casar! O senhor não está bem!». O sorriso tinha-se evaporado do seu rosto que se fixava agora, inexpressivo, na bola de cristal à sua frente.

32 Comments:

Blogger I said...

Não....este final deixou-me...a..s..i..m.......até me caíu um s, sr Legível!

12/10/05 23:48  
Blogger Joana said...

Gostei da senhora possante com grandes seios! Execelente imagem!
Uma bruxa?... Uma vidente!
Por acaso tenho um baralho de tarot em casa e tenho aquele livrinho.... o das perguntas e respostas! E geralmente nunca nego à partida uma ciência que desconheço, mesmo que envolva oráculos!

Sabes o que te digo: Mudásseti...

:P
bjs

13/10/05 11:09  
Blogger sonia said...

sim senhor, excelente final. gostei mesmo muito. mas ficas-me a dever a história da "tua" primeira vez.
beijinhos

13/10/05 13:56  
Blogger SalsolaKali said...

Futurologia...?!
Há certas respostas que persistem no interior de nós sob a forma de perguntas, de dores no coração...

Como eu detesto os ambientes saturados das salas de espera…
...na volta, a bola de cristal era apenas um pesa-papeis de vidro, humm?!
BJ SK

13/10/05 13:58  
Blogger mood said...

Gosto quando, do concreto nos levas para a fantasia...sem que (quase) se dê conta dessa passagem. Dou comigo a lembrar-me de tantos textos teus que já li e a pensar: porque será que só os começaste a mostrar agora?
Ando viciada no teu papel de fantasia e é coisa perfeitamente assumida, e pacificamente :)
Beijo

13/10/05 15:25  
Blogger PP said...

Nunca comprei uma bola de cristal por causa disso... ou eu sou completamente pitosga [garanto que bem me esforcei!], ou estavam a tentar vender-me uma bola avariada!!

13/10/05 16:23  
Blogger segurademim said...

... ah, então foste à bruxa??!! problemas de mau olhado ... eu não acredito em bruxas, mas que as há, há! nem sabia que haviam consultórios tão sofisticados!!! ar condicionado, senha numerada, chamada por micro, 5 salas de atendimento, tchiiii ! sanhores!! que cena mais xinfrim!! agora que dá gosto ler, dá!

Diagnóstico: por mais bruxedos! chinelo de trança... tou aqui a ver na bola, que você é um bocado duro de roer! antes de sair, vá ali à D. Severina e compre lá uma purga. Aquilo é tiro e queda, você daqui a três dias tá bom. São 50 euros!! - adeus, marque com a recepcionista pra cá voltar daqui a 8 dias

13/10/05 17:27  
Blogger manuel said...

Pois é! isto de dores antigas é o diabo! não há bola de cristal, nem uma qualquer "doutora Fernanda" que lhes possa valer...

Só mesmo emplastro com papas de linhaça sobre a dor e caldos de galinha velha ...

Abraços

13/10/05 17:37  
Blogger  said...

Muito bom, como já é hábito! :)

13/10/05 19:55  
Blogger sotavento said...

Devia era haver mais desses consultórios e comparticipados!... ;)

13/10/05 20:21  
Blogger I said...

A quadra , lá no Asas, está tão engraçada! obrigada!

13/10/05 21:38  
Blogger JPD said...

Está muitíssimo bom.
Ainda não perdi a esperança de induzires a lera história e, surpreendendo completamente, virá-la do avesso apenas com a última palavra. Aguardo.
(Já sabiamos que os efeitos que a tv proporcionam ainda não superam os crédulos da bola de cristal. No entanto, o afastamento das possibilidades entre ambas é reduzido.)
UM GRANDE ABRAÇO

13/10/05 22:42  
Blogger batista filho said...

Percebo que és um homem do teu tempo. Aos pormenores atento: nas cadeiras, na mesa, nas revistas de ooonnnteeeeem!... na televisão - ligada o tempo todo em todo lugar... na senhora de pára-choques salientes... e na sempre atualíssima vidente, senhor Legível! Parabéns.

14/10/05 02:17  
Blogger m.btfly said...

Elas andem ai?!...pois...que passa carinhito??? as lameichices têm direito de autora...o que vai lá, lá vai...deixa ir...não olhes para trás...oh pa mim a levantar.se e a sorrir abertamente com tudo e todos!!! Sala de espera, cristal, gentes, media, duh... eu bem me parecia que a minha sala de pânico interna era bem!!! H&Kss ;)*****

14/10/05 16:37  
Blogger legivel said...

Para i&c:

Pronto; já o apanhei e pu-lo (pulo? é melhor não; as exibições de ginástica ficam para outra ocasião...), no seu devido lugar.
Está bem assim?

14/10/05 20:24  
Blogger legivel said...

Para joana:

Então tens um livrinho de perguntas e respostas...; isso faz um jeitão nos concursos de televisão...
Ah! não é desses?! É das coisas do desconhecimento. Bom, dessas...nego tudo; não vi nada, não passei por lá a essa hora e não conheço ninguém com o nome de Oráculo!

Nem sei que te diga...

14/10/05 20:33  
Blogger legivel said...

Para sónia:

Está descansada que sou de boas contas. Tenho é de ir aos arquivos que isso já foi há tanto tempo, que só na Torre do Tombo...

Beijinhos.

14/10/05 20:35  
Blogger legivel said...

Para salsolakali:

Sim; a vidente também tinha um pisa-papéis...de fantasia.
Como adivinhaste?!

(Já não causo suspense...)

Bjs.

14/10/05 20:40  
Blogger legivel said...

Para mood:

Vou levantar uma ponta do véu, mas só a ti, está bem?, que tu és das que mais me questionam (e como eu gosto de ser questionado...) e isso, revela bom gosto?! da tua parte.
Então é assim: os contos que estou a editar desde o início do blog, escrevi-os todos, entre os oito e os dez anos de idade.
A partir do próximo mês, será a vez daqueles que criei a partir dos dezassete anos. Todos em euros, óbviamente...

(Viva o o toucinho do céu!!)

Beijo.

14/10/05 20:54  
Blogger legivel said...

Para algodão:

E quem é que te queria aldrabar, assim tão, tão malévolamente?! Teria sido na Feira da Ladra?!
E para que querias tu uma bola de cristal?
Se era para saberes o teu futuro, posso recomendar-te um homem muito sério com escritório no Marquês de Pombal (Lisboa) -mas também se desloca a casa em caso de necessidade. É o Professor Kabumba dos Santos, especialista em casos de amor, dinheiro e felicidade.

14/10/05 21:03  
Blogger legivel said...

Para segurademim:

Vou à Dona Severina?! alguma impostora que me quer impingir, não?! Até é capaz de ter alguma percentagem, ainda por cima!! E olhe que purgas são para os animais de quatro patas...

Leia o comment anterior e decore o nome do Professor Kabumba! Esse é que está a dar...

14/10/05 21:16  
Blogger legivel said...

Para manuel:

Não me diga o meu amigo que também tem stand montado em Vilar de Perdizes...

Se assim fôr, encomendo-lhe por esta via, um frasquinho de pó de torresmos e uma embalagem de concentrado de alcatrão da ip5...para a tosse..

Pago os portes.

Abraços.

14/10/05 21:24  
Blogger legivel said...

Para pé:

Uma pessoa habitua-se e depois não quer outra coisa; é que não há volta a dar-lhe...

14/10/05 21:27  
Blogger legivel said...

Para sotavento:

Está fora de questão; estive ontem no ministério da saúde (por puro acaso...)e já se diz à boca-cheia que, por manifesta falta de verbas, se vão criar condições para não permitir que os portugueses estejam doentes, antes dos sessenta e cinco anos de idade.
Depois, está bem...

14/10/05 21:34  
Blogger legivel said...

Para i&c:

De nada; tenho muito gosto em fazer quadras. Estou especialmente activo nas quadras dos santos populares e do natal...

14/10/05 21:37  
Blogger legivel said...

Para jpd:

Bom...Gostar de me envolver num projecto dessa natureza, gostava e até tinha a sua piada...
...mas isso obrigava-me a fazer o pino! e não sei se serei capaz nesta altura do campeonato...

E a tv não é aquilo que os crédulos sempre desejaram ver e ouvir?.

Abraço.

14/10/05 21:44  
Blogger legivel said...

Para batista filho:

Do meu tempo serei; mas gostaria de ter mais tempo para ser também de outro tempo mas o meu tempo não está assim a modos que previsto e assinado como de um contrato de compra ou venda se tratasse...

...nem letrinhas minúsculas tem (daquelas que se devem ler com muito cuidado...). Mas que gostar, gostava. Chegar áquele tempo em que se vai passar férias à Galáxia 45TR depois de "um ano de trabalho" de 3O dias úteis...

14/10/05 21:56  
Blogger legivel said...

Para m.btfly:

Também vou criar uma sala de pânico & suspense e fazer concorrência ao "Fantas" portuense...
Mas a preços módicos, que o pessoal anda todo de tanga, apesar do tempo de chuva.

Beijos.

14/10/05 22:01  
Blogger concha said...

Viagem a universos de espera onde a nossa imainação pode voar!
Final surpreendente!!!
Beijinhos para ti!
(já agora onde fica?)

15/10/05 09:26  
Blogger legivel said...

To concha:

In the neverland... it´s obvious.

kisses.

(inglesices...)

15/10/05 10:24  
Blogger mood said...

Ah bom! loool...Quanta honra meu amigo legível. Eu bem me queria parecer que isto tudo teria uma génese mais distante no tempo. Vamos entrar portanto na fase dos 17...pensemos em Picasso e coisas do género...isto corresponderia portanto à tua fase quê? azul? Seja como for, estou ansiosa por 'ler' a idade actual...Há-de ser a loucura!!! heheeh
Muito bom.
Beijos

15/10/05 16:40  
Blogger legivel said...

Para mood:

É a fase côr-de-burro-quando foge, tão cara aos pós-modernistas*... e a mim próprio.

*Ao próximo post, por sinal já editado, é um exemplo disso e já lhe passei com um espanador...por causa do pó...

Beijo.

15/10/05 20:45  

Post a Comment

<< Home