Wednesday, September 28, 2005

RESPONSABILIDADES ACRESCIDAS

Preparava-me para apagar a luz da mesa de cabeceira, depois de ler mais um capítulo do livro "Administrador; homem ou mito?" de H. Harris Jr. quando a minha mais-que-tudo me desfere à queima-roupa «Lembras-te de em meados do mês passado te dizer que aquilo não me tinha aparecido?». É inaudito! Ainda de cérebro intensamente inundado de medidas e estratégias macro-económicas e preparando-me para dormir sobre tão importantes e decisivos conceitos, eis que sou questionado tão singular e abruptamente. É aquilo que designo por descer à terra..sem asas. «Tu não me venhas a esta hora com uma daquelas situações em que és pródiga. Do género, "tinha o prato de Vista Alegre, aquele do cavalinho branco, guardado na segunda gaveta à esquerda, do guarda-louça, estou fartíssima de o procurar e...nada!". Se é disso que se trata, por favor, Mona! Não tenho rigorosamente nada a ver com isso. Não te mexo nos pratos de Vista Alegre nem nos copos de Olhos Tristes. Percebes?!» respondi, já a perder a paciência, por um lado, por outro a culpar-me pelo modo ríspido como lhe falei.
De olhos marejados de lágrimas, balbuciou «Não é nada disso, meu doce! O que não me apareceu foi o período...». O H. Harris desvanecia-se pouco a pouco da minha mente; agora começava a concentrar-me em termos estritamente familiares. A minha mulher estava muito perturbada, sem dúvida; e eu não sabia a extensão ou gravidade da coisa o que me deixava também muito assustado. Paralelamente condenava-me, por nos últimos tempos não lhe ter dado mais atenção, colocando o meu trabalho em primeiro plano. Mais comedido, perguntei-lhe «Então e que período do dia é que não te apareceu? A manhã, a tarde ou...a noite? Acalma-te e não chores que vamos falar sobre isso o tempo que fôr preciso, está bem?» . Olhou-me como que surpreendida e desatou novamente a chorar, mas desta vez convulsivamente. O assunto complicava-se e de que maneira! Abracei-a, beijei-a e dez minutos depois tinha recuperado a voz «Não é nada disso meu doce. Já fui ao médico e ele disse-me que vamos ter um filho!»
Como devem calcular, esta noite não consegui dormir. Custa-me a perceber ver-me na pele de pai. É que eu nunca fui pai na vida, caraças! Amanhã vou comprar literatura sobre o assunto; e como o tempo vai ser escasso para o blog, talvez encontre um livro sobre como ensinar o seu filho a teclar...antes de andar.

35 Comments:

Blogger Seila said...

ih! tão gira a forma de contares que vais ser pai! essa de misturares a tua habitual estória ("estória")com uma coisa tão séria!que lindo! Olha, Legível só desejo que seja tudo como tu ambicionas que eu sei que tu vais ser um pai encantador. Mas continuo a rir do modo singular como partilhaste connosco a notícia de ser pai. Obrigada.Um beijinho à Mona!

27/9/05 17:04  
Blogger SalsolaKali said...

Beeemmmm....
Parabéns aos futuros papás!
Olha, eles não vêm com livro de instruções, mas vais ver que na altura certa vão saber fazer tudo. Não é necessária muita literatura. Agora têm cerca de oito meses para as conversas com amigos e amigas, familiares, médicos e enfermeiras, colegas de trabalho, etc. etc. sobre as mais variadas situações por que passaram com os filhos e os filhos dos amigos, e dos dos conhecidos, e dos putos de que ouviram falar… Garanto que é uma grande escola.
BJ SK

(sobre o post anterior... enganei-me numa coisita... :D )

27/9/05 18:35  
Blogger mood said...

Eeeeh!!! Que liiiiiiindo!Coisa bo-aaaa!
Muitos parabéns...o-pá, podes não acreditar mas até estou comovida, palavra :)
Muitas felicidades pa ti e para a tua mais-que tudo.

Beijinhooooooooooooooos

27/9/05 20:35  
Blogger segurademim said...

A parte pior acredita que é para ela: a do parto!
de resto é tudo simples, eles até vêm já programados - mama / óó / fraldinha limpa ...
Aposta na tua carreira, estuda prá administrador, que agora até tens mais motivos para te desemfiares das lides domésticas, com a desculpa das responsabilidades acrescidas
Quando o rebento nascer, não te esqueças de convidar a malta pra celebrar com copos vista alegre e salgadinhos em pratos de olhos tristes :)))))

27/9/05 21:09  
Blogger Phi@ said...

A visita da cegonha numa forma deliciosamente escrita é de encher de lágrimas os olhos e deixar mil e um votos de felicidades!! bxox aos papás!!

27/9/05 21:43  
Blogger manhã said...

Olha legível estou sem palavras e a rir-me de contente. Pois tu também deves estar e pronto é mesmo assim e contra factos não há argumentos! É um mistério mesmo e deixa a léguas de distância qualquer outro discurso, parece tudo banal. MUITOS PARABÉNS!

27/9/05 21:57  
Blogger JPD said...

Belo texto. Está divertido e reflecte os sobressaltos de muitos casais que se vêem nessa situação...tendo o tão propalado planeamento falhado.
Quanto à necessidade de ensinar a criança a escrever, é simples: mal ele comece a dizer «BU-BU DA-DA!» é sentá-lo frente ao teclado e explicar-lhe o intreresse que o grafismo tem no desenho do som. Interessar-se-á imediatamente! (Lol)... nada de martelos ao pé. Podendo perder a paciência, até poderá achar interesse em esmagar as vogais!
Um abraço

27/9/05 23:17  
Blogger sotavento said...

Sendo que hoje não é Sábado, quando acordaste, como é que foi?!... ;)

28/9/05 00:32  
Blogger Fadista said...

Caro Legível,

os meus mais sinceros parabéns!

28/9/05 09:39  
Blogger batista filho said...

É, por vezes pode ser bem difícil retornar ao nosso mundinho irreal, depois de se debruçar por horas a fio em frente ao pc, sondando os mistérios dos travamentos repentinos, das formatações inexplicáveis, dos sumiços dos arquivos que julgávamos a salvo... Um filho... ora! decerto encontrarás matérias sobre o assunto - no google?!

28/9/05 10:23  
Blogger PP said...

Por isso é sempre preciso estar-se muito atento às palavras das mais-que-tudo :o))
Vai ser giro mudar de "Administrador; homem ou mito?" para "Como mudar fraldas em 3 minutos e meio (sem sujar nadinha nadinha nadinha".

Lindo!!!

28/9/05 11:56  
Blogger m.btfly said...

Enjoy the time before to be delighted with the time after...congratulations!!

28/9/05 14:05  
Blogger gato_escaldado said...

mas tens a certeza? é que "Mona" e nome de gata...

abraços

28/9/05 16:33  
Blogger Dinis CorteReal said...

Caro legível,

desejo-te as maiores felicidades para esta nova fase em que vais entrar. Que o teu rebento seja tão prodigo na escrita quanto tu. Força! E parabéns!!!

28/9/05 18:50  
Blogger Rita said...

ehehehe! devias ter percebido logo seu distraído! :o) parabens, parabens, parabens :)*

29/9/05 13:41  
Blogger batista filho said...

Uau! é a sério, mesmo?! nunca sei ao certo quando estás a brincar...

Em sendo assim, desejo-lhes tudo de bom, para os três.

Um abraço fraterno.

30/9/05 02:45  
Blogger m.btfly said...

H&Kss equals bxox...do you follow the idea??find me in m.btfly!! see you soon!!
Warning: this is not an ad!!

30/9/05 12:08  
Blogger legivel said...

Para Seila:
O beijo à Mona será entregue; "o modo singular como partilhei..." pode alterar-se se...forem gémeos!

30/9/05 12:39  
Blogger legivel said...

Para Salsolakali:
Obrigado pelo teu esclarecimento sobre o "livro de instruções"; eu tinha ideia que sim.
Bom, lá tenho de ir outra vez para "a escola"!
Beijos.

(eu percebi e...apaguei, por uma questão estética...)

30/9/05 12:44  
Blogger legivel said...

Para Mood:
É pá! Eu já acredito em tudo!! Até que vou ser pai...
Mas agradeço a tua comoção por "tal facto".
A minha mais-que-tudo retribue e também está a chorar; está a cortar cebola para o refogado...
Beijos.

30/9/05 12:48  
Blogger legivel said...

Para Segurademim:
Li o teu comment com toda a atenção; deves ser uma entendida na matéria, pois falas de cátedra sobre o assunto.
Aquela parte dos copos é que...não sei não. É que "isso" ainda vem longe... Não se pode celebrar já hoje?!

30/9/05 13:01  
Blogger legivel said...

Para Fi@:
A emoção é prós "dois lados"; eu porque vou ser pai?! tu porque dás de frosques da blogsfera nesta altura do campeonato!
Não podias esperar até a criança nascer? Ora bola!!
Beijos.

30/9/05 13:03  
Blogger legivel said...

Para Manhã:
Estou pronto?! Eu estou é desgraçado! Levava uma vidinha sem problemas, ia para onde me apetecia, a minha mais-que -tudo até dizia «Vai; vai lá jantar com os teus amigos!» Agora muda tudo de figura. «Queres ir jantar com os teus amigos?! Tu ficas é aqui em casa que o filho não é só meu...!»
Coisa estranha, a vida...

30/9/05 15:09  
Blogger legivel said...

Para Jpd:
Mas nós não tínhamos nada planeado! "Aquilo" era "tudo ao ataque e fé em deus!!". Talvez fosse por isso não?!
Estou a ver que tenho de ter umas conversas contigo sobre este assunto, que pelo que escreves, já passaste por idêntica situação.
Aquela do BU DA é que eu não percebo.
Mas isto também mete o Siddhartha (o clã do Buda)?!

Abraço.

30/9/05 15:17  
Blogger legivel said...

Para Sotavento:
Um dia útil?! igual a tantos outros!! Estremunhado, infeliz, com imensa vontade de não precisar de trabalhar para sobreviver, com apetite devorador e ...a pedir que enquanto existirem muitos dias iguais a este, a coisa vá andando como até aqui.

30/9/05 15:22  
Blogger legivel said...

Para Fadista:
Obrigado! Obrigado! Obrigado!

(Até parece que estou a agradecer ao público, depois de ter cantado um fado...)

30/9/05 15:23  
Blogger legivel said...

Para Batista filho:
Vês como tu sabes?. Que melhor senão um motor de busca para saber tudo sobre a matéria...virtual?
Abraço.

30/9/05 15:25  
Blogger legivel said...

Para Bolhinha:

Mudar fraldas em 3 minutos?! Também há concursos, é?! Medalhas e taças? e subidas ao pódium?!

(?!)

30/9/05 15:30  
Blogger legivel said...

To Wiss:
Be sure i'll enjoy ! thank you for the congratulation.

30/9/05 15:35  
Blogger legivel said...

Para Gato escaldado:
Mas...no virtual quem é que tem certezas, seja lá sobre que assunto fôr?
Além disso a minha bola de cristal, pifou.
Abraços.

30/9/05 15:37  
Blogger legivel said...

Para Dinis Cortereal:
Se o rebento fôr "tão prodigioso quanto eu na escrita" e se o pai não lhe deixar umas massas valentes, tá bem entregue, tá!!
Obrigado!

30/9/05 15:49  
Blogger legivel said...

Para Rita:
Não foi uma questão de distração, Rita! Eu sabia lá como é que faziam filhos "dum momento pró outro"!!
Obrigado!

30/9/05 15:51  
Blogger legivel said...

Para Batista filho:
Então mas tu achas que eu ia fazer piada com um facto tão sério?!




Agora, sério mesmo; (a parte de cima foi para confundir os "crentes"). Claro que faço comédia de tudo da vida. É o meu género, que me está nos genes. Só quando zango é que não sorrio. A cena do nascimento já era...)

Abraço amigo.

30/9/05 16:00  
Blogger legivel said...

Para Wiss:
Ok, I've understood. Kisses

30/9/05 17:44  
Blogger Joana said...

oi... sobre este assunto enviar-te-ei um mail, logo que encontre uma coisa que ando à procura!
:)
bjs

7/10/05 15:27  

Post a Comment

<< Home