Saturday, September 24, 2005

OS RISCOS da PROFISSÃO

Se há sextas-feiras negras , ontem foi uma delas. Eu bem lutei comigo próprio para não vos aborrecer com os meus problemas a este nível, mas pensando bem, quem melhor que vocês para ouvir as minhas queixas, sejam elas físicas, emocionais ou de qualquer outra ordem? Se há cerca de dois meses, este espaço tem sido o fiel depositário de relatos mais ou menos bem dispostos (porque eu sou um optimista por natureza), da minha vida familiar, dos meus amigos e conhecidos e até daqueles de quem apenas sei da existência porque de figuras públicas se tratam, porque não alargá-lo também à minha área profissional? E há outro motivo não menos importante, para me abrir convosco nesta matéria; não gostaria absolutamente nada que passasse a ideia entre vós que eu tivesse uma ocupação menos tradicional digamos assim; que me imaginassem sentado na cadeira da presidência de uma câmara municipal ou de um secretário de estado. No estado de graça ?! em que este país navega, longe de mim ocupações de tal natureza...
Portanto e antes que se iniciem quaisquer tipos de especulações a este propósito, garanto-vos que sou um mero adjunto de director de serviço numa empresa do ramo imobiliário com sede em Turim. Tenho um vencimento razoável, cheguei até aqui por mérito próprio -pelo menos é o que consta na minha folha de serviço e até ao início deste ano encarava o futuro próximo profissional sem problemas e se tudo corresse como esperava, provavelmente antes do final do ano, por passagem à reforma do director com quem trabalhava, ocuparia o seu lugar. Só que, em poucos meses, tudo se transformou...para um cenário contrário. Um colega desejoso do lugar e que eu tinha por amigo, foi-me atraiçoando ao ponto do meu director passar a ter um frio relacionamento comigo, quando antes existia uma aproximação quase amigável. Quando regressei de férias as coisas pioraram ainda mais pois eu sentia um ambiente de grande tensão à minha volta. Quinta-feira passada de manhã tinha uma nota para me apresentar à Administração no dia seguinte. Uma nota impessoal, seca e que me fazia esperar o pior.
Ontem, às onze horas, com uma noite em branco atrás de mim, apresentei-me numa reunião onde estavam dois administradores e três directores de serviço. Foi um interrogatório infernal que durou seguramente duas horas. O Giovanni Lampardini (homem de face patibular), que veio directamente de Itália, foi o que mais me massacrou. No final, foi ele que me deu a notícia «Caro, vais substituir o nosso administrador em Lisboa a partir da próxima segunda-feira!».
.......................
Estes sonhos dão cabo de mim. A minha mais-que-tudo, acordou-me assustada. Disse-me depois que sonhei alto em italiano e que me ria doidamente. Felizmente que hoje é sábado...

29 Comments:

Blogger sotavento said...

Ainda dizem que, quem muito dorme, pouco aprende!... 'Tá visto que não, tu até falas italiano!... Vê-se logo que és puto, porque burro velho não aprende línguas!... ;)

(Desculpa lá mas, hoje, virei-me para os ditados populares, deve ser do Domingo!...)

25/9/05 00:14  
Blogger Phi@ said...

São precisos sonhos para partir...para outro lugar...outro tempo...para um caminho colorido...para uma outra ordem vivencial...para onde nos sentimos outrém e sorrimos com esses momentos efémeros de felicidade!! já os pesadelos acordam.nos para o real e abanam a nossa consciência para que mudemos de estratégia!!! bxox

25/9/05 01:07  
Blogger MJM said...

ahahahahahahahaah
o q eu me ri com isto

sou um mero adjunto de director de serviço numa empresa do ramo imobiliário com sede em Turim

Giovanni Lampardini


E etc.s, BRUTAL!
Há sonhos q parecem pesadelos...
Vê se recuperas no domingo

25/9/05 01:44  
Blogger manhã said...

Com sonhos assim até o vigésimo andar em St António dos Cavaleiros, com o cão da vizinha a ladrar e o elevador que não funciona parece uma festa!Voltemos a Lisboa!

25/9/05 11:24  
Blogger SalsolaKali said...

Fico com a impressão que este era um bom principio para um filme de David Lynch. Ficamos logo com vontade de começar a distinguir que elementos fazem parte do sonho e da realidade...
Bom domingo.
BJ SK

25/9/05 12:42  
Blogger mood said...

A actividade onírica tem muito que se lhe diga.Tu guardas saudavelmente os sonhos e conaequentes gargalhadas para a noite e isso deve ter sido cómico de observar pela tua mais-que-tudo, mas giro também é ver aqueles que sonham acordados e depois levam caldos na testa por 'estar a dormir na forma' em vez de trabalhar.lool
Bjinho e bons sonhos :)

25/9/05 17:40  
Blogger mood said...

consequentes *

25/9/05 17:41  
Blogger Seila said...

Essa mais que tudodeve ter uma pachorra para te aturar/ouvir...inda mais em italiano e a rir. Passa uma semana divertida.

25/9/05 20:45  
Blogger JPD said...

Tu não espalhes...mas eu uma vez sonhei que traria um avião de Hong Kong, cheio de turistas. Entrei na cabine, tirei as chaves de ignição do bolso, introduzi-a num canhão, rodeia e, ao primeiro ruido do motor a trabalhar na perfeição acordei. Diz-me uma coisa: de carro, qual será o melhor persurso para Portugal?
Um abraço

25/9/05 22:19  
Blogger concha said...

Ai que stress!!!
Vivam os sonhos!

25/9/05 22:59  
Blogger batista filho said...

Con que então falas ao dormir? Meu santo Adãozinho do Miolo Mole que cuide dos teus sonhos gritados, amigo!... senão um dia poderás despertar do sonho e apagar com um safanão da tua "mais-que-tudo", se calhar d'um sonho menos profissional. :)
Um abraço fraternal.

26/9/05 13:15  
Blogger manuel said...

Vá lá, podia ser pior...
Podia dar-te para sonhares com o 1º prémio do Euromilhões.

Imagino o safanão da "tua mais que tudo". Abraços

26/9/05 16:21  
Blogger segurademim said...

É preciso saber ler os sinais. Quando o ambiente é frio e tenso é porque os colegas cobiçam algo que vai acontecer ao aplicado trabalhador ...
As ocupações que referes no estado de graça?! em que este país navega são apenas para os do "aparelho" e não para quem tem a folha de serviço limpa por mérito próprio ...
Mas, deixa-me que te diga, a sonhares ser administrador numa firma de imobiliário italiana !!! tás prestes a ter a folha de serviço bem suja
Vá lá conta, conta lá o resto ! em que é andas metido ?

26/9/05 17:17  
Blogger legivel said...

Para Sotavento:
Pois olha que acertaste; já não sou nenhum puto, mas um jovem cheio de qualidades. Como as idiomáticas...

soa sognimod sát sórp sodatid! *

* Em tailandês, significa que "aos domingos tás virada para os ditados; eu é mais para o deitado...

26/9/05 20:57  
Blogger legivel said...

Para Fi@:
Eu já partia daqui (deste lugarzinho mediocre que não anda nem desanda; vá lá, chama-me anti-nacionalista, apátrida e esses nomes todos, a ver se me importo!) até mesmo acordado!
Mas o raio do cozido á portuguesa, o pudim de ovos, o josé castelo branco, o tinto nortenho, o divinal suspense de sabermos se amanhã estamos ainda a trabalhar e o fado, santo deus o fado!, não me deixam partir...
Se tu puderes vai; aproveita a embalagem e não olhes para trás.
Beijos.

26/9/05 21:07  
Blogger legivel said...

Para Mjm:
Já reparei que tu te ris à fartazana com as minhas desgraças...e não disfarças nada que até descreves as gargalhadas.
Já calculava... que tu deves ser fresca; sempre de carinha na água.
Olha que eu não sou nada assim lá no teu blog; bem comportadinho e com comentários bem formais...

(Com quem é que esta gente aprende a gozar o parceiro assim tão às claras é que eu ainda não entendi...)

26/9/05 21:15  
Blogger legivel said...

Para Manhã:

Bora lá prá Lisboa!
cidade de sete colinas,
de claridade tão boa
(pena já não ter varinas!)
mas tem Graça e Madragoa.

...bom; é melhor ficar por aqui, não vá aparecer alguma comissão de marchas populares para 2006 e me engatem para fazer a letra...

26/9/05 21:30  
Blogger legivel said...

Para Salsolakali:
David Lynch? Olha que não me importava nada de escrever um guião para o homem.
Não garanto é que ele me aguentasse até ao fim das filmagens; era a ver quem é que fazia mais suspense...
Bjs.

26/9/05 21:37  
Blogger legivel said...

Para Mood:
É pá! O teu comment fez-me sorrir... e transpirar saudavelmente, claro! Até parecia que tiínhamos voltado ás temperaturas altas, do Verão que se foi. Entraste logo a matar! com aquela do onírico...eu que tenho uma dificuldade das antigas para consultar dicionários e ainda por cima na letra ó que é quase no fim do abecedário...
Mas por onde andas para observar o pessoal a levar caldos na testa para acordar?. Tás na tropa?!

26/9/05 21:59  
Blogger legivel said...

Para Seila:
Tem pois! Mas porquê? perguntarás tu; e eu respondo-te:
«Porque sou um gajo girásso, alto, atlético, sorriso encantador, galanteador e sempre de piada pronta na ponta da língua».
O que é que uma mulher quer mais?!

(Porque motivo não havia de ser sincero?! Ia adulterar a evidência porquê?. Ná. Não sou desses...)

26/9/05 22:07  
Blogger legivel said...

Jpd:
Tu sabes perfeitamente que podes contar comigo e quem precisas dizer!
O teu sonho é de longe muito mais aventureiro que o meu; tipo os salteadores da mala perdida. Acho que dava um belo filme...
Se bem percebi a tua pergunta, aí tens um belo percurso de carro no nosso país:
De Aljustrel à Vidigueira. Passando Almodôvar, Barrancos, Miróbriga e Serpa. É um fim de semana em grande! Come-se bem e bebe-se ainda melhor! (Cuidado com quem conduz...)e pode fazer o "centro de operações" (dormir) na Quinta da Fé, na Vidigueira.

Nota: a minha percentagem, caso efectives o passeio, é irrisória...

Abraço.

27/9/05 11:37  
Blogger legivel said...

Para Concha:
Nem por isso. São acontecimentos tão habituais que os trato com uma perna às costas...

27/9/05 11:38  
Blogger legivel said...

Para Batista filho:
Se alguma vez tive desses devo ter ficado mudo...
Abraço.

27/9/05 11:42  
Blogger legivel said...

Para Manuel:
Também não calhava mal...
Ela é muito cuidadosa e carinhosa. Tem uma colher de pau à cabeceira da cama para situações idênticas.
Morre o sonho e nasce-me um galo na tola...
Abraços.

27/9/05 11:45  
Blogger legivel said...

Para Segurademim:
Acho que me queres puxar pela língua.... Mas de aparelhos só conheço aqueles do ginásio que frequento para manter o cabedal em forma.
Então mas um cidadão já não pode ser administrador neste país, sem que surjam logo desconfianças?!
Além do negócio de imóveis também transacionamos, catapultas para arremesso de caldeirões de óleo a ferver e navalhas de ponta-e-mola.
Satisfeita a curiosidade?

27/9/05 11:52  
Blogger Phi@ said...

Dizes para eu partir e tal farei mal possa...e será o mais breve possível...assim ficarei em paz comigo própria e deixarei paz aos que me rodeiam...bxox

27/9/05 11:58  
Blogger legivel said...

Para Fi@:
Ó mulher! Tu levas tudo à letra! Não vás ainda, prontos!! Podes perfeitamnete partir...quando te reformares. Conheço muitos casos desses. Olha os estrangeiros que se fixam em Portugal depois de terminar a sua vida profissional.
E tens ainda uma vantagem; uma vez que a idade da reforma agora é aos 65, com essa idade quando partires nem "dás por nada"! (Olha que estou a brincar, ehn?!)
Beijos.

27/9/05 12:30  
Blogger MJM said...

Olha que eu não sou nada assim lá no teu blog; bem comportadinho e com comentários bem formais... ?!?!?!

Tenho q pedir ao médico q me mude a medicação... não sei pq, algo faz com q distorça a realidade. Será fotofobia? ;)

27/9/05 15:16  
Blogger musqueteira said...

Viva Legível,
Sonhar em italiano...ou em Pakistanes...o importante é sonhar! Quem assim sonha...assim dobra as suas horas:)

29/9/05 16:54  

Post a Comment

<< Home