Monday, October 10, 2005

O FRANGO e a FACA

Ela olhou-o surpreendida e temerosa. Não lhe reconhecia o semblante; o rictus facial alterava-lhe a boca de modo desconforme e os olhos de dilatados pareciam querer explodir. Quando ele avançou, ameaçador, deslocou-se para o outro topo da mesa e a mão direita agarrou instintivamente e com força a faca que tinha servido para trinchar o frango de uma almoço definitivamente estragado. «Eu já andava desconfiado que alguma coisa se estava a passar contigo e com aquele tipo! E agora a confissão!!» , gritou ele, rodeando também a mesa procurando alcançá-la. «Fui sincera contigo! ou preferias não saber?!» falou ela numa voz entrecortada por soluços e que já dificilmente se entendia. Num salto de animal ferido, ele alcançou-a e as suas mãos apertaram tenazmente o pescoço da mulher. Aterrada, reuniu todas as suas forças e num movimento rápido, dirigiu a faca ao peito do marido.
.............................................................
«Corta!» ordenou, erguendo-se, o sujeito calvo que tinha estado sentado numa cadeira que nas costas tinha a inscrita a palavra Realizador. «Roberta, o modo como seguras na faca em direcção ao Rodrigo é de que vais barrá-lo com manteiga! Por favor!! Já todos tomámos o pequeno-almoço! Acção!!»

39 Comments:

Blogger I said...

Alexandre Delgado tem sido , de facto, um dos grandes divulgadores da genialidade de Luis de Freitas Branco. Este ano, durante o Festival de Alcobaça, do qual o primeiro é director, foram executadas várias obras de LFB com a particularidade de terem sido introduzidas pelo, também grande compositor, A. Delgado.

Alexandre Delgado é um apaixonado pela obra e pela personalidade de Luis de Freitas Branco e deixou-o transparecer pela sensibilidade e entusiasmo com que fez a apresentação das obras do mestre, ao público presente.

Aguardo o livro!

agora vou ler o seu post...

9/10/05 23:50  
Blogger I said...

ainda bem que o realizador estava lá!

10/10/05 00:05  
Blogger batista filho said...

Vai que ela não estava a se sentir como a galinha a quem lhe querem partir o pescoço para um almoço domingueiro! Vai que incorporara uma franguinha a ser agarrada amorosamente pelo primeiro galo da sua vida!... daí a faca não poderia jamais representar qualquer ato mais agressivo...

10/10/05 10:09  
Blogger Joana said...

É mesmo assim!...
Ai. opá que é mesmo assim!...
LOOOOOLLLLLLOOOLLL

Barrar o pão com manteiga... é demais!
Mas essa deixa era mais para "una pelicula sado-maso, si fuerte cariño!"
LOOOLLLLL

10/10/05 13:58  
Blogger manuel said...

Claro que o Rodrigo preferiria não saber? qual a dúvida?! ...

Estes realizadores modernos, nem sequer sabem de que lado se barra o pão...

Abraços

10/10/05 14:05  
Blogger sonia said...

e eu até já almocei... bom texto.
beijinhos

10/10/05 14:14  
Blogger manhã said...

O anticlimax! Claro! E o pão? Onde é que está o pão?

10/10/05 21:45  
Blogger  said...

Já percebi que venho aqui sempre para me rir um bocado! Que bom :)

10/10/05 21:49  
Blogger Armando S. Sousa said...

Não estava à espera do desenlace final, pensava que era uma cena portuguesa.
Um abraço.

10/10/05 22:17  
Blogger segurademim said...

... parece-me que a repetição será inevitável e vezes sem conta!! ... Roberta e Rodrigo são lá nomes cinematográficios; ainda se fossem Julia (roberts) e Clive (owen)- de certezinha que viste o closer ??
O texto até que tem "balanço" para um Dan e Anna !!''

10/10/05 23:00  
Blogger JPD said...

Está perfeito.
Há quem diga que as mulheres escolhem mais facilmente o veneno, para matar, do que as facas. Será por causa do fio da navalha?
Um abração

10/10/05 23:41  
Blogger PP said...

Se o Rodrigo fosse mesmo barrado com manteiga, qual torrada, poderíamos aplicar uma das leis de Murphy... ao ser assassinado, cairia, decerto, com a manteiga para baixo, para sujar a alcatifa :o))

11/10/05 11:14  
Blogger m.btfly said...

Eu até percebo o barrar da manteiga...claro que prefiro um chocolate liquido mas...bem o Rodrigo deve ser um pão para ser alvo do barrar...e omorrer...ora bem, na volta ela só queria mesmo era comer pão com manteiga não?!H&Kss

11/10/05 11:33  
Blogger sotavento said...

Por outro lado, que bem que o Rodrigo aperta pescoços!... Terá prática?!... ;)

11/10/05 11:58  
Blogger Maria Papoila said...

Impagável, como sempre!!!

11/10/05 17:22  
Blogger soportas said...

Este post, bem humorado e escrito de modo ágil, como convém à blogosfera, recorda-me um velho poema que ouvia dizer na minha meninice.

Já agora: não me queres mandar a tua porta?

soportas

11/10/05 18:14  
Blogger legivel said...

Para i&c:

Agradeço a sua informação sobre o Alexandre Delgado que me limitei a citar da fonte indicada.

A oportunidade com que este realizador aparece para mediar crimes passionais, é de enaltecer...

12/10/05 10:03  
Blogger legivel said...

Para batista filho:

Tu bem me queres induzir a responder qualquer coisa como nunca se sabe o que vai na mente do belo sexo.... Mas eu não vou por aí; prefiro que o ´mistério perdure...

Abraço.

12/10/05 10:07  
Blogger legivel said...

Para joana:

Mas quem me julgas?! O Pedrito Almodovar português?!
Um realizador de bolas vermelhas?!?!

(Acho que acabei de cometer uma gaffe...)

12/10/05 10:13  
Blogger legivel said...

Para manuel:

O guionista foi claro; ou se representava o guião à letra ou não havia nada para ninguém...

É sempre bom ter um especialista à mão...

Abraços.

12/10/05 10:21  
Blogger legivel said...

Para sónia:

Que te tenha feito bom proveito!!

Beijinhos!

12/10/05 10:21  
Blogger legivel said...

Para manhã:

Faz sentido a tua pergunta; mas o padeiro hoje atrasou-se...

12/10/05 10:23  
Blogger legivel said...

Para pé:

Óptimo! Gosto de ver as pessoas a sorrir; já chegam as coisas mais sérias da vidinha...

12/10/05 10:26  
Blogger legivel said...

Para armando ésse:

Uma cena à portuguesa?!. Pelo contrário; são raríssimas as situações em que elas confessam *...


* Em cada cem (100) casos de adultério, noventa e dois (92) homens acabam por confessar, três (3), são apanhados em flagrante delito e os restantes cinco (5), vão comprar tabaco e nunca mais voltam.
As mulheres não cometem adultério!?

Fonte: INE, de parceria com uma ONG feminista que não entendi bem o nome...

Abraço.

12/10/05 10:39  
Blogger legivel said...

Para segurademim:

Deu para perceber que torces o nariz ao cinema português.
Sugiro-te que vejas alguns títulos que passam algumas?! vezes na televisão portuguesa:

O Costa do Castelo
O Leão da Estrela
A Costureirinha da Sé
Sangue Toureiro.

Vais ver que ficas fã...

12/10/05 10:52  
Blogger legivel said...

Para jpd:

...do fio da navalha... da barba?! Mas ainda se usa?!
Também pensei no veneno; mas repara: já pensaste no que este blog ficava a destilar ?!

Abração.

12/10/05 10:59  
Blogger legivel said...

Para algodão:

Se quiseres, tens trabalho garantido nas minhas realizações fílmicas. Na qualidade de script-girl; não te escapa o mínimo pormenor...

12/10/05 11:02  
Blogger legivel said...

Para m.btfly:

Dedução brilhante, minha cara!. Tu és daquelas pessoas que não se limitam a ver o filme; discutem-no, dissecam-no e...por aí fora. Ainda bem!

Beijos.

12/10/05 11:05  
Blogger legivel said...

Para sotavento:

Também és uma cinéfila atenta; embora o tenha omitido no filme, no guião constava que a alcunha do Rodrigo era " o Alicate"...

12/10/05 11:07  
Blogger legivel said...

Para maria papoila:

Sempre! Grátis, livre de impostos e de taxas aduaneiras...

12/10/05 11:11  
Blogger legivel said...

Para soportas:

Mandar, mandava-te; mas...e depois?! quem me paga as despesas da colocação de outra e os aborrecimentos que daí advêm?!

Gostei de te ver por aqui.

12/10/05 11:16  
Blogger Spiritman aka Bacardiman said...

Ya!! Tava mesmo a pensar nesse final, quer porque ela nunca mais o espetava quer porque a curtição como descreves as coisas exige tempo pra ser apreciada, sentida, escrita, etc. Deste modo... Manteiga em Acção!!

Abraço mixed by Whisky!

12/10/05 13:04  
Blogger SalsolaKali said...

LOL
Quando li "o frango e a faca" pensei que fosse o frango e aquela doença que os frangos têm que se chama faca...
Afinal não era.
A história era outra...
BJ SK

12/10/05 13:42  
Blogger Ana said...

está engraçada...

barrar o pão com manteiga...

heheh


jokas

12/10/05 14:07  
Blogger legivel said...

Para bakardiman aka spiritman:

Podes crer man! A curtição deste meu trabalho é tanta, que até confundo manteiga com marmelada. Mas que se dane!e que...siga a marinha!.

Abraço mixed by bagaço!

12/10/05 16:18  
Blogger legivel said...

Para salsolakali:

Desculpa se te induzi em erro; da próxima vez que contar uma história com frangos, ponho um sub-título:

Esta hitória de frangos tem doença! Cuidado!.

Bjs.

12/10/05 16:23  
Blogger legivel said...

Para ana:

É contagiante o teu rir" ehehehehehehehehehehehe
ehehehehehehehehehehehe
ehehehehehehehehehehehe
ehehehehehehehehehehehe

Jokas!

12/10/05 16:27  
Blogger Andreia said...

lool muito bom :)

12/10/05 22:32  
Blogger legivel said...

Para a gata:

Thanks pelo miado.

12/10/05 23:18  

Post a Comment

<< Home