Thursday, October 27, 2005

A BANDEIRA




Foi num dos últimos fins-de-semana deste pretérito verão, tão intenso que chegou a entrar pelo outono adentro e de que a minha memória há muito não tinha lembrança -se é que a minha memória se recordará dos dias quentes de igual estação na década de noventa...

Era domingo e lisboa. Cidade desolada de gente, despida de veículos e de estabelecimentos encerrados. Do cais do sodré à baixa é um pulo, mas arrependo-me mil vezes da iniciativa, pois apesar do tejo bordejar a avenida paralela à rua do arsenal -onde agora caminho, a camisa já se me cola ao corpo.

Quando chego à praça do município, apenas referencio à minha frente em passo lento, um homem curvado, trajando de negro e de chapéu. Ao atingir o centro da praça, estacou, erguendo a cabeça para o topo do edifício dos paços do concelho onde adejava a bandeira, descobriu-se e fez uma breve saudação.

Ao ultrapassá-lo -já ele tinha reiniciado a marcha vagarosa, olhei-o apenas com curiosidade ; nas minhas costas, ficaram as palavras pronunciadas com alguma dificuldade, mas firmes «O que foi?! Está admirado? Nunca tinha visto um republicano convicto?!»

Foto de: Alberto Oliveira

18 Comments:

Blogger Vodka e Valium 10 said...

Algum republicano que ainda se lembra do que foi a Primeira República, em que se pretendia um estado laico, ensino para todos; inclusivamente nessa altura os crucifixos saltaram todos das escolas que foi um sossego.
O problema é que os Presidentes da república não se aguentavam muito tempo no lugar. Ao contrário do que se passa agora, que depois de dez anos, querem voltar ao cargo.

Mas eu compreendo o senhor, se eu mandasse, todos os dias se cantava o Hino antes da escola começar; de mãozinha sobre o coração, ah pois é.

27/10/05 18:58  
Blogger segurademim said...

... mas afinal cruzaste-te com alguma alma do outro mundo?? com tanto calor, um homem trajando de preto e de chapéu? na baixa e a um domingo sem vivalma por perto!! terás alucinado devido ao sol que te batia na cabeça??
fizeste-me lembrar o Saramago e o ano da morte de ricardo pais
vá lá diz quem era o homem...

gosto da foto, a bandeira dá uma nota alegre na desolação que tão bem nos descreves... !! :)

27/10/05 21:06  
Blogger I said...

1º Temos péssima memória meteorológica.Achamos sempre que faz mais frio ou mais calor.E por acaso faz.

2º Também não gosto de ópera...ouço umas coisitas mas acho tudo aquilo muito ilustrativo.Mas a voz da Bartoli...rendo-me!Cante ela o que cantar , fico esmagada.

3º E agora o post...estranhos habitos , os desse senhor republicano ,vestido de preto...a um domingo, à torreira do sol, a calcorrear a cidade em vez de ir para a Costa da Caparica despir o fato..hummm...e republicano....hummmm de novo...cheira-me a esturro. Seria um louco de Lisboa?

28/10/05 01:10  
Blogger batista filho said...

Dessa vez, deixo tão somente o meu abraço fraterno... inclusive ao homem trajado de preto.

28/10/05 02:09  
Blogger manuel said...

Agora fiquei mesmo lixado!!!... e atão o Scolari a embrulhar o Povo na bandeira?!!!!...

Mas em verdade, Dona Lectícia tem outro charme...

Abraço, pá! somos os últimos Moicanos?!...

28/10/05 13:57  
Blogger SalsolaKali said...

Ah pois é...!
Há quem ainda traga no peito esse sentido e profundo sentir patriótico, profundamente convicto, de outrora...
Eu adoro esses personagens. Têm sempre imensa coisa para ensinar, quanto mais não seja, pontos de vista diferentes. E adoram a conversa sempre falamos com eles…

28/10/05 18:19  
Blogger JPD said...

Olá!
Estreia de imagens nos posts: Óptimo!
Os republicanos não estarão em vias de extinsão. Porém, afirmarem essa orientação política há cada vez menos.
Quanton ao percurso...Tu lembras-te de um chinês que vendia gravatas junto a uma daquelas lojas de bacalhau da Rua do Arsenal? -- Que será feito dele!
Um grande abraço

28/10/05 22:59  
Blogger sotavento said...

Pronto, vou confessar, ainda tenho uma pendurada no carro, serei republicana convicta?!... :|

30/10/05 11:44  
Blogger legivel said...

Para vodka e valium 10:

Sim; pareceu-me pela cara enrugada, bastante mais idoso que o mais velho dos candidatos à presidência da república. Este, ao pé dele. parece um jovem saido da universidade....

30/10/05 22:37  
Blogger legivel said...

Para segurademim:

Ó pá! era só um gajo! Velho, é verdade, mas um gajo...que nunca vi mais gordo; aliás o tipo era magríssimo. Pele e osso. Aí para os seus cento e dois anos; para mais e não para menos...

Quem sabe se mais um candidato à presidência da república?

NOTA: O pessoal com estas idades, já não tem calores...

30/10/05 22:41  
Blogger legivel said...

Para i&c:

1- Eu nem me lembro do que almocei hoje...Naturalmente nem almocei; sei lá. Já nem digo nada...

2- Pois é. Já eu não posso dizer tal; nunca a ouvi cantar. Prontos. Rendo-me...à minha ignorância musical. Mas tenho outros conhecimentos... Conheço o senhor secretário de estado da... E o senhor administrador do...

3- Com aquele calor o fato do homem já devia estar a arder, pois...

30/10/05 22:47  
Blogger legivel said...

Para batista filho:

Mando o teu abraço ao homem vestido de negro.

Abraço.

31/10/05 00:26  
Blogger legivel said...

Para manuel:

O Scollari e a mulher na Praça do Município? Não reparei. Mas tudo é possível com "bandeiras" no meio de histórias...

Os "últimos?!" Cá por mim ainda é um bocado cedo para deixar o enredo...

Abraço.

31/10/05 00:32  
Blogger legivel said...

Para salsolakali:

Alguns têm; outros nem por isso. Estão (ou são) azedos por uma vida que não tomou o rumo porque se ansiava; a história do "eternamente adiado"...

Mas na verdade, as convicções vão-se mesmo perdendo. O mundo mudou muito nos últimos tempos; "o amor à camisola" hoje tem um preço...

Bjs.

31/10/05 00:38  
Blogger legivel said...

Para jpd:

Eu afirmaria mais: hoje ninguém assume "convicções"...
Claro que me lembro do chinês! Foi a ele que comprei a gravata para o meu casamento!
Parece que foi ontem... Ainda "estou a ouvi-lo", ele a convencer-me «Comple esta, que é bonita e balata!»

Abração.

31/10/05 00:44  
Blogger legivel said...

Para sotavento:

Portuguesa és.
Republicana também. Convicta... Bom...és bem capaz de ser.

31/10/05 00:49  
Blogger musqueteira said...

Viva Lgivel,
...Só não entendi...quem dos dois era o Republicano assim tão convicto;)

4/11/05 10:41  
Blogger legivel said...

Para musqueteira:

Era o "velhote". "Eu", limitei-me a narrar os factos...

4/11/05 11:24  

Post a Comment

<< Home