Wednesday, January 16, 2008

EXECUÇÕES















Condenados à pena capital em tribunal popular, foram executados na praça pública -bem composta de assistência entusiasta e conhecedora, pelo processo mais apreciado e aplaudido de então: a guilhotina. Antes, passaram pelo estrado, grupos etnográficos de todo o país, foram declamados alguns poemas alusivos ao evento e lidas mensagens de familiares distantes e inimigos de estimação chegados. Antonieta Maria, Josefa Vacondeus, Luis Saudade e Pedro Hera, acusados de se dedicarem à prática de fumar em diversas casas de pasto da região e de apelarem à insubmissão social pela via referendária, subiram um a um, os degraus de acesso ao instrumento cortante. Numa curta declaração, Antonieta lamentou não ter podido trazer o vestido branco que seria muito mais contrastante (e espectacular) com o vermelho-sangue. Josefa contou uma anedota com molho de caril e, sem que ninguém o esperasse, beijou longamente na boca, Luis. Este, depois de ganhar fôlego, afirmou que "com preliminares assim, não se importaria de ser guilhotinhado mais vezes". Pedro, numa atitude de protesto, limitou-se a rasgar o cartão de sócio do Desportivo Côr da Esperança FC. Raimundo B., taberneiro de profissão e carrasco nas horas de ócio, cumpriu bem a sua missão no tocante às duas senhoras: cabeças cortadas cerce para o cesto e longos aplausos da multidão. Ou porque se entusiasmou demasiado ou porque antes do acto se alheou das suas obrigações ociosas no respeitante à afinação do cutelo, não lhe correram tão bem as prestações com Luis e Pedro. Os cortes pelos umbigos, mereceram brava pateada e assobios. A temperatura estava amena e convidava para um passeio pelo parque das merendas após o lúdico acto.


Nuremberg, 2007. Texto e foto de Alberto Oliveira.
....................................................................................................
O autor previne que a primeira figura que se distingue à esquerda da imagem não é parte constante desta "execução". No caso, é de uma execução fiscal que se trata.

32 Comments:

Blogger mixtu said...

por acso tenho saudades do tempo do pelourinho
cortar... não digo, mas uns açoites

e umas palmadas, ai como adoro palmadas,(e elas gostam) claro que têm de ser dadas no momento certo... senão lá vai o clima

yayayaya


abrazo serrano

17/1/08 13:26  
Blogger Vanda Baltazar said...

:) vá lá vá lá :) que fomos poupados às cabeças rolantes e aos fios de cabelo entrançados em sangue :)


Ou seriam extensões o que as piquenas usavam??? :-D

beijos e risos

Van

17/1/08 13:50  
Blogger un dress said...

ui...então e o pedro...ninguém o beijou!? era feio? a barba picava? o...???

e a antonieta?

em plena época de saldos não arranjou um vestidinho branco?

enfim...já não há respeito nenhum pela história, perdão, pela História!!

pois...mudam os tempos...
mudam-se as execuções!!
salve-se ao menos o lanche após :)





.abraÇo.beijO.risO.................

17/1/08 13:50  
Blogger Rui said...

Estava Raimundo B. a dar autógrafos à canalha, quando um lingrinhas de colete escuro sem mangas e capuz, lhe toca no ombro. Com a adrenalina da execução ainda a circular a razoável velocidade na corrente sanguínea e o ego nos píncaros com o entusiasmo dos catraios, Raimundo julgou tratar-se de um colega seu, de alguém que decepava nas horas vagas nalguma freguesia próxima.

- Oh colega, você ainda usa carapuço? Olhe que assim não vai longe. Não vê esta malta toda de volta de mim? O carapuço não dá jeito à fama.

O outro não lhe respondeu. Com um gesto rápido e seco - que muitos julgariam impossível nele, devido à sua magreza evidente - apanhou o taberneiro pelo pulso e fê-lo rodopiar. Em metade do tempo que leva uma cabeça a ser cortada, tinha-o algemado.
No auge das decapitações, o largo da feira tinha sido tomado por dois grupos de homens sem que ninguém tivesse dado conta: havia os de fato-macaco escuro, que empunhavam caçadeiras a tira-colo e os de colete sem mangas. Os primeiros tomavam conta das costas dos segundos. Todos estavam encapuçados.
O magricela acabou por falar, revelando uma voz cavernosa, que de certeza não lhe vinha das cordas vocais, mas antes das profundezas da Terra.

- ASAE. Está detido.
- Mas... mas... eu...
- Tem licença para espectáculos?
- Licença?
- Está inscrito na Ordem dos Carrascos?
- Eu... a bem dizer... quer dizer...
- Esse machado estava esterilizado?
- Estava o quê? Vamos lá a ver uma coisa...
- Cale-se, que aqui quem fala sou eu. Limpou o sangue do machado entre decapitações, desinfectando-o em seguida?
- Está tudo louco...
- Esse cesto para onde atirou os membros e as cabeças está certificado para esse fim?
- Santo António dos Aflitos me acuda... mas tanta coisa para executar fumadores?
- Não sabe que a lei exige que, quando em público, os fumadores sejam queimados vivos e não decepados?
- Por acaso, não sabia dessa. Deve ser recente.
- Em fogueira com lenha de pinho... verde, cujos toros não podem exceder os 120 cm de comprimento e 25 de espessura.
- Fónix!
- Usamos TMN.
- Não percebi.
- Esqueça... acabou-se a conversa: todos para o Torel.
- Uma pessoa, qualquer dia, já não se pode divertir com nada.

17/1/08 15:00  
Blogger rosasiventos said...

muito a propósito.




uma vez fui imortal




mas




morri dum tiro exacto




...

17/1/08 15:26  
Blogger Licínia Quitério said...

Gente fraca e desprevenida que perde a cabeça por tão pouco! Não se estava mesmo a ver que a ASAE não perdoaria prevaricações de delinquentes, reincidentes e confessos? Essa do cortar pela cintura é que não abona nada em favor dos zelosos executores. Falta de prática é o que é. Verão daqui a uns meses a precisão e elegância do corte. E o sangue das jugulares em repuxo a ser recebido em receptáculos de plástico devidamente certificados e logo selados.

Assim queremos a (A)ssociação (S)inistra de (A)lgozes e (E)unucos.

Até me arrepiei depois de escrever isto.

Tu provocas...

17/1/08 18:03  
Blogger lenor said...

É pena os motivos do castigo. Mas quem arranjaria melhor? Uma legenda para a fotografia, perfeita. E a perfeição contempla-se.

17/1/08 18:25  
Blogger lélé said...

As horas de ócio do Sr Raimundo ficaram mais compridas, agora que perdeu 90% dos seus Clientes por serem fumadores... E já que eles são os culpados do seu negócio em decadência, há que executá-los... Mas, depois, há que contar com aquilo que o Rui escreveu e não esquecer que os meninos da ASAE (daquela que fala a Licínia Quitério), não são para brincadeiras e, se há execuções a fazer, há requisitos a cumprir!...

17/1/08 23:07  
Blogger Joana said...

Numa execução assim cai sempre bem umas calças de ganga de cintura de descaída, é fashion e sempre ficamos a saber que "sordid details" se escondem por debaixo!...
:P

18/1/08 10:44  
Blogger isabel mendes ferreira said...

a minha admiração cresce....ao ritmo dos seus post do seu humor e da sua inteligência...hum hum hum...


disse. :)

Obrigada pelos "novelos" que vai deixando por lá...

beijos a segurar tb a "Segura".


sempre.

18/1/08 12:39  
Blogger Vanda Baltazar said...

...por ASAE :) consta-se que nem o vinho dominical nem as hostias vão fugir à regra :)

Legivel...sabes alguma coisa a respeito???

:)

beijos

18/1/08 13:12  
Blogger Vanda Baltazar said...

O crime foi absolvido. Nem sequer teve a pena suspensa ;)


Afinal o crime era outro :) e nunca tinha sido ela a criminosa. Há muito que deixara de usar colheres de pau e fumar...só escondida no w.c. ;)

Crime mesmo é não haver computador a partir de hoje :( e por tempo indeterminado...

Um dia...um mês?

O que é o tempo perante laços intemporais?

Obrigada, Legivel.

Beijo carinhoso!

18/1/08 14:52  
Blogger tb said...

As coisas que ficaos a saber quando entramos aqui...E agora? De qual me rir mais? Das tuas legendas ou das invenções do Rui? Fica sempre o dilema. :)
Beijinhos

18/1/08 15:04  
Blogger Vanda Baltazar said...

:) ....
Tate Britain
Millbank
London, SW1P 4RG


Encontrar o caminho para a Tate é deveras fácil, "tá a ver"??? :) se cair no Thames é porque ia distraída ;) quem sabe a despir-me das cascas dos anos, porque isto de viajar requer leveza de espirito :) e de bagagem :)

-ainda queres que eu me ria mais???

Em Março te direi se Paris foi destronada :)

...e agora já nao levas mais beijos. :)

18/1/08 15:51  
Blogger anatema said...

Ejecutar, ejecutar....

Ejecutaría las rebajas, puras y duras, el fraude, la mentira.

Ejecutaría las ejecuciones para siempre. Se barrunta un ligero peligro de volver a aquéllas ejecuciones al estilo de "Los Pilares de la Tierra".

Un abrazo amigo.

18/1/08 16:15  
Blogger pentelho real said...

depois de cortada esta carninha toda o que lhe fazem?
é só para saber pois uma das minhas criadas quer abrir uma fábrica de amb urgares.

18/1/08 17:44  
Blogger ~pi said...

sempre me entusiasmaram execuções!!

cá em casa reservamos lugares na primeira fila!!

é isso e..futebol.


até já então!

ps (?!) levo amb urgares prá merenda

e uma toalha aos quadradinhos pra estender na relva...

18/1/08 22:44  
Blogger legivel said...

Para pi:

... folgo em saber-te (e aí por casa) fãs de execuções.

Para o post da "cadeira eléctrica" traz então os amb urgers em cru que se podem fritar na cadeira e o primeiro condenado já tem o refugado pronto. Eu prefiro trincar uns pist hachios

18/1/08 23:31  
Blogger mcorreia said...

e que alegoria é isso mesmo: antecipa a realidade; cortam-nos aos pedaços sim senhora e agente vai-se comportando como bonecos de papelão...
mas o teu tom é sempre um mimo de boa disposição.
um abração

18/1/08 23:50  
Blogger Klatuu o embuçado said...

Isto deixou-me apreensivo, ou é da ressaca ou é por ser monárquico... :)

19/1/08 05:25  
Blogger Cusco said...

Olá!
Obrigado por todas as visitas que ao longo da existência deste blog me fizeram.
Se quiserem passem pela minha casota.
Vou apresentar-vos o meu dono.
Obrigado!

19/1/08 12:02  
Blogger Vanda Baltazar said...

O Menino pode, por favor, passar pelo Over??? :)


Muito grata ficarei ;)


Beijo, bom fim de semana!

19/1/08 13:56  
Blogger casa de passe said...

misturas.
carapuços.
capas.
capatazes.

chulos.

19/1/08 23:52  
Blogger Ida said...

Homem de Deus... afinal, o terno apertado está a te fazer mal ao sensível coração!!!

Beijos... tens uma solicitação de lista no Sul... Graças a um dos piores temporais que assolaram a cidade com direito a vento, granizo, árvores caídas, esgoto escapando ( e empestiando as áreas comuns do prédio), larguei os papéis todos e vim desaguar palavras pra todo lado nestas plagas virtuais!

20/1/08 00:17  
Blogger tufa tau said...

julguei que irias falar de execuções fiscais...

20/1/08 10:03  
Blogger tufa tau said...

ai afinal também lá havia uma figura dessa!?
vou embora... hoje não consigo houvir contar histórias assim tão tristes!

20/1/08 10:05  
Blogger L.Reis said...

"Ao nível da saúde humana a poluição atmosférica afecta o sistema respiratório podendo agravar ou mesmo provocar diversas doenças crónicas tais como a asma, bronquite crónica, infecções nos pulmões, enfizema pulmonar, doenças do coração e cancro do pulmãoA concentração de dióxido de carbono, metano, chumbo, mercúrio, entre outros nocivos gases, provoca uma "camada" que não deixa sair o calor que entra, criando, assim, um anormal aumento da temperatura. Até há pouco tempo, a existência na atmosfera de C02 era numa proporção de 270 partes por milhão (ppm). Actualmente já ultrapassa as 360 ppm. O aumento deve-se à libertação de gases dos combustíveis fósseis pela sua combustão. E se a isto associarmos uma desflorestação desenfreada, podemos tirar daí algumas conclusões ainda mais negativistas..."

Pensar que assim anda o mundo e a malta é guilhotinada por fumar um cigarrito...é triste!!!
Mas num mundo onde a colher de pau e o chouriço caseiro se tornaram inimigos públicos, tudo é possível...mas que é triste...ah lá isso é!

20/1/08 12:00  
Blogger rach. said...

Estive de férias com o Cavalcanti vestido de pai natal, e eis que...
"Condenados à pena capital em tribunal popular", e a Asae soube deste espectáculo de pelourinho?!preparativos legais tidos em conta, higiène e saude. imagina se um dos condenados é portador de HIV, como o tal cozinheiro...
Mas o que mais me afligiu foi Pedro ter rasgado "o cartão de sócio do Desportivo Côr da Esperança FC". Isso, nunca!!!

Um beijo

20/1/08 19:52  
Blogger Ruela said...

haha ;)

20/1/08 22:27  
Blogger ContorNUS said...

Gostei de te ler...

e voltarei ;)

21/1/08 13:10  
Blogger MGB said...

Comoveu-me em primeira mão o lamento de Antonieta por não ter conseguido usar o vestido branco, embora me pareça que até estava bem gira de amarelo canário que é cor alegre e foi muito bem com o cenário em questão. o segundo detalhe que me deixou muito agradada ao ler o relato das execuções foi o cuidado de Raimundo em cortar apenas as cabeças às senhoras, pois revelou ser homem de enorme pela sensibilidade e gentileza. Um verdadeiro cavalheiro. Só tenho pena que não tenha tido tanta precisão com os senhores, tadito, mas, digamos, é coisa desculpável. Na verdade errar é humano e ninguém é perfeito.
Perfeito, perfeito só este teu relato. Diria mesmo citando-te que está corporalmente indescritível e tecnicamente perfeito.

:)

21/1/08 21:19  
Blogger mixtu said...

com que então andas a dar palmadas na contornus...

yayaya

palmadinha, yayaya

abrazo serrano

22/1/08 11:56  

Post a Comment

<< Home