Saturday, September 02, 2006

FÓRMULA UM... EM DOIS
















Visitar o Castelo de São Jorge em Lisboa e não tirar umas fotos é imperdoável. Quase me arriscaria a afirmar que é o mesmo que ir a Barcelos e não ver o galo... coisa que não se me afigura muito difícil, pois pelo que leio, querem a ave bem escondida e... calada. Mas mais imperdoável ainda -voltando ao Castelo em causa, será esquecer de captar o rio na nossa máquina fotográfica, porque o Tejo domina quase toda a paisagem circundante, porque sem Tejo a cidade não teria piada nenhuma e por aí fora etc. & tal. Não por uma questão de teimosia -que é coisa que não gasto, mas antes por mera justiça, resolvi que desta vez não haveria Tejo para ninguém e seria a vez de fotografar o casario antigo que é unha com carne das muralhas do histórico reduto lisboeta; porque o casario merece... de tanto se esquecerem dele, nas imagens que se levam para casa. E para que não me apelidem de ser mais papista que o papa até convidei uma gaivota minha velha conhecida a ficar no boneco...
......................................................................................................
Depois da sessão fotográfica, paguei o cachet -simbólico, à gaivota (uma dúzia de cabeças de carapau), ela foi à sua vida e eu virei a minha atenção para o outro lado da paisagem. Que é como quem diz, para a encosta, até chegar à marina, do Principado do Mónaco. Uma encosta onde o espaço habitacional é aproveitado ao centímetro para residentes isentos de impostos e onde serpenteia o circuito da Fórmula Um. Não nesse dia. De contrário, a estória seria outra...
Mónaco, 2006. Texto e foto de: Alberto Oliveira.

40 Comments:

Blogger Maria Papoila said...

Fui mesmo bem enganada! Isso não se faz...
Divertido abraço da Papoila.

2/9/06 11:48  
Blogger nnannarella said...

Isto é o que se chama uma curva vertiginosa à Fangio, sem nunca perder o fio do horizonte.

Mesmo que te tenhas esquecido do casino, que até parece que foste a roma e não viste o papa!:P

E a propósito de fios, obrigada por teres sido dos poucos a perceber que a página tinha um fio masai e não novelos de retórica literária.
Ficou uma escadinha perfeita. Não sei se reparaste.:)

2/9/06 12:56  
Blogger alice said...

com a verdade me enganas ;)

bom fim de semana, legível

um grande beijinho

alice

2/9/06 16:35  
Blogger Teresa Durães said...

tá e vai ler...

2/9/06 18:07  
Blogger Teresa Durães said...

O DIAFGRAMA lembrou, e bem, que é época de caça. Tens de avisar a amiga Gaivota (a tal que subornaste com carapaus), que por sinal é linda!

Lembrei-me de imediato das vezes que vou no barco e o comandante abre a janela e com um pedaço de pão na mão fica a ver qual delas se aproxima. Elas são desconfiadas por natureza. Não é o caso das caturras, claro, essas são aves tontas.

Claro que estou aqui na dúvida se te roubo descaradamente a imagem e fingo de esquecida quando a publicar... mas não faço!

Lisboa é linda! E lindas as muralhas (onde por vezes precisamos).

(tenho de ir dar voz ao Rufus se não o Alien8 mata-me que o resto da história está por escrever...)

2/9/06 18:28  
Blogger Luigi said...

isso é que foi uma viagem instantanea...
pronto eu confesso que nunca passei pelo castelo de S. Jorge apenas o vi à distância...

2/9/06 22:13  
Blogger notas de viagem said...

caro gumercindo ,jovem guardador de viagens, vocemecê tem imensa graça e as suas historietas tambem. a par do coraçao masai e alguns outros blogs, estou a curtir imenso a minha estreia de blogger registada. ate parece que nao quero outra coisa. :-)mas isto é so pq hoje é sabado, com malte...

2/9/06 22:46  
Blogger notas de viagem said...

o malte é deveras inspirador. até consegui pôr o boneco. isto vai com calma. vim cá para mostrar-me tal & qual, caderninho de notas. já passei pelo monaco vv vezes. lá em cima há uma zona donde se v~eem as marinas dos ricaços e o mar que até lembra uma muralha do castelo, sim senhor!

2/9/06 23:29  
Blogger batista filho said...

Aos poucos colocarei a leitura em dia... começando por cá: "Fórmula um... em dois"
É sempre motivo de alegria usufruir da tua prosa, amigo.
Deixo o meu abraço fraterno.

3/9/06 03:26  
Blogger Hugo Pereira said...

"história" e não "estória". Vide ciberdúvidas da língua portuguesa.

No Brasil, talvez por influência do inglês «story» (conto, novela, lenda, fábula, anedota, etc.) e «history» (narração metódica dos factos notáveis ocorridos na vida dos povos), começaram a empregar o português antigo estória para significar o mesmo que o inglês «story». É uma palermice, porque, até agora, nunca confundimos os vários significados de história. O contexto e a situação têm sido mais que suficientes para distinguirmos os vários significados. A estória só vem confundir as pessoas.

3/9/06 04:00  
Blogger legivel said...

Para hugo pereira:

No uso facultativo ou na liberdade da escrita (não confundir com o erro gramatical) de um determinado vocábulo, pesem embora os defensores ou oponentes à sua prática, apelidá-la de palermice ou de confundir as pessoas é no mínimo restringir essa mesma liberdade.
É sim, uma palermice pegada este comentário -porque copia a palermice limitativa vinda de outra fonte.
Já dizia a minha avó que "quem não sabe o que fazer (ou dizer da sua lavra), faz colheres". Uma óptima sugestão para quem lê estórias como quem passa os olhos pelos resultados desportivos do dia. Infelizmente, a história está cheia deles.

3/9/06 09:08  
Blogger Pilantra said...

Ó vizinho... o Mónaco perdeu-se aí
na outra assoalhada! eh eh eh

Espero que a malvadez do tejo não seja comigo! ih ih ih que isto hoje está para as vogais todas!

3/9/06 10:56  
Blogger Licínia Quitério said...

Papinho cheio!!!
Mas o que é que ele pôs nos carapaus? Estou a ver corridas de automóveis... Ai a minha cabeça! E a encosta está mais íngreme. Vou tentar dar às remiges e sair da estória.
Aaa----deeuss!

Colombine.

3/9/06 11:27  
Blogger Teresa Durães said...

wrong Mr. eheheheeh

engenharia informática :((((((((

3/9/06 14:15  
Blogger lélé said...

A D Gaivota ficou muito bonitinha! Nunca fui ao Castelo de S Jorge... parece que devo ir... (por falar nisso, em Lisboa sempre confundo as gaivotas com as garças, mas isso certamente se deve a viver num sítio onde só há pombos... mesmo pombos!...)

3/9/06 17:15  
Blogger Seila said...

olha tu podes achar que a gente em alguma coisa se entende como, dizes, nessa da paixão pelas cidades. tu o dizes. pois seja, mas olha que é muito desconfortável andar eu, que nunca vi o Mónaco do lado de lá quanto mais a imaginá-lo do lado de cá, a tentar perceber o que raio faz uma gaivota que come carapaus que não aparecem, em cima de um muro que não é castelo ou será, penso eu o lado de cá do lado do rio tejo ou será o lado de cá e do lado de lá o tal circuito. é muito desconfortável e com este calor, tgu desculpa mas não estou em acordo, ne,m sei se estou

3/9/06 17:36  
Blogger Seila said...

ah! a conversa da estória e da História! :)

3/9/06 17:37  
Blogger .*.Magia.*. said...

Cumprimentos mágicos à gaivota...!

E a ti,Legivél, um beijinho pelas palavras que aqui deixas, bem como pelas palavras que me deixaste no meu mundo Mágico!

3/9/06 18:39  
Blogger nnannarella said...

Ah... também aqui discussões académicas. Lá repassamos de novo a estória da história e da estória. eh eh
(E já agora as inglesas também inventaram aquela fabulosa palavra: "herstory".)
Mas olha, valeu para partilhares esse precioso dito de avó. É claro que ainda vai aparecer alguém a perguntar como é que alguém que não sabe fazer nada, há-de saber fazer colheres... mas essa será outra xtória. Beijinhos ao Gumercindo. Ah! E já encontrei o casino.:)

3/9/06 19:08  
Blogger anirac said...

que giro, um castelo fica sempre bem numa cidade rainha ;)beijo

3/9/06 21:23  
Blogger Maria P. said...

"Fómula Um..Em Dois", não serão Três com a gaivota...?

Vou ler outra vez!

3/9/06 23:08  
Blogger Teresa Durães said...

Maria P. : Aves em geral?

4/9/06 10:53  
Blogger Teresa Durães said...

(passaros, passarinhos, aves de rapina e cucos....)

4/9/06 10:54  
Blogger Joana said...

"PANORÂMICA" A 180 GRAUS
Começa com a margem sul, o rio, (os barcos que cruzam o rio, a nebelina matianal e o smog ao entardecer) a zona ribeirinha, a baixa, a Sé, depois aparece o castelo a limtiar o cenário (com gaivotas e pombos à mistura). Vamos andando com o casario encosta abaixo, teatro D. Maria II, as arvores da Av. Liberdade e a paisagem fecha com as torres lá muito ao fundo.
Esta é a minha vista de 2º a 6º! E ainda me pagam para vir trabalhar!
:)

p.s.
esta eu tinha mesmo de dizer: se um determinado amigo tivesse tirado o curso de jornalismo ia perceber o que quer dizer "estórias", a não ser que quisesse levar nega na frequência.

4/9/06 11:46  
Blogger Teresa Durães said...

viver a vida (no sentido de vivê-la é complicado. Não sei que idade tens (nem quero saber) mas quanto mais idade tenho mai sei disso.

4/9/06 11:54  
Blogger Sea said...

:) apenas
um beijo

4/9/06 12:59  
Blogger Teresa Durães said...

[vim vê-la? ahahahha]

4/9/06 13:40  
Blogger sotavento said...

É mais ou menos a mesma coisa que ver Braga por um canudo!... :)

4/9/06 13:47  
Blogger segurademim said...

... conheço esse olhar inteligente esse porte elegante essas asas afectuosas... está rica! eu sei!

diversifica actividades... aqui um cachet de figurante, ali uma habilidade com mapas em co-piloto, mais além um bom desempenho de crupiê

sem desgastes e um bom clima, percebe-se que nunca terá apostado no cavalo errado...
a esperta

4/9/06 14:04  
Blogger augustoM said...

É por essa e por outras, tão sovinas nos cachets, que as gaivotas, volta não volta mimam-nos cá com cada dejecto corrosivo em sinal de protesto.
Um abraço. Augusto

4/9/06 14:18  
Blogger Azul said...

Olá meu caro amigo. Como tem passado? espero que bem, eu cá estu de rgeresso para a nova temporada de escrita. Pelo que vejo, andou pelas paragens românticas de veneza e mónaco e afins. Sabe que fiz uma viagem de carro até Praga, há uns anos e, já se vê, passei por todos estes sítios, que achei deslumbrantes. Espero que asim tenha sido consigo. Aguardo-o lá no meu cantinho de intimidades. Até breve. Um abraço. Azul.

4/9/06 19:23  
Blogger Maite said...

Caro Legível
Apostaria mil raios de trovão que o casario Lisboeta, visto do castelo, seria imensamente mais fotogénico mesmo sem o inigualável Tejo que as casinhas monegascas :))) .
E penso que esta gaivota tão altiva não se contentou com as cabeças de carapau (estou aqui a pensar onde é que o Legível foi arranjar a iguaria lá em terras principescas) e foi dali embora para se banquetear em outro poiso :) ou então estava na hora do treino de voo que é coisa que algumas gaivotas (as altivas) gostam de fazer :)

Tenha um bom final de tarde

4/9/06 20:36  
Blogger Pilantra said...

rsrsrs
Tarzan Laranja! ih ih ih

Atreve-te ao espelho, agora! Vais à décima pré- edição, juro!
rsrsrsrs

4/9/06 22:32  
Blogger sonia said...

Sim senhor, isso é que é enganar as massas. E eu a pensar que conhecia a paisagem...
beijinhos

5/9/06 08:50  
Blogger passarola said...

ontem cruzei-me com a tua amiga gaivota no céu..não me parecia muito satisfeita com as cabeças de carapau.. parece que lhe fizeram mal à barriga..
Mandou dizer-te.. "crrrááuuuu.. crrráauuu..crrrááuu.." ;)

5/9/06 08:53  
Blogger Vanda Baltazar said...

Quem diria???

E esta....hein???

Um beijo ainda de malas cheias ;))

Van

5/9/06 09:12  
Blogger De tudo e de nada said...

Bom dia L. Confesso que fiquei confusa com a história:) Mas depois lá consegui colocar um pé em Lisboa e outro no Mónaco que é como quem diz: "put me in the picture". **

5/9/06 12:54  
Blogger inBluesY said...

é uma vergonha o imposto sim, triste aos turistas, triste a nós, tristezas de tempos.



um BJ_________________ no outro dia ia jurar ter visto uma ave a com 3 duzias de natas quentinhos!

5/9/06 13:39  
Blogger .*.Magia.*. said...

Olá!
Vim agradecer-te o segundo acto do meu ensaio geral...está lindo!!!!!!
Já estreou, deixo-te um convite!

Um beijinho para ti!

5/9/06 14:35  
Blogger Sofia said...

;) espantosas as semelhanças!

bjs

6/9/06 16:19  

Post a Comment

<< Home