Wednesday, July 12, 2006

UM PÉ à FRENTE e OUTRO NO SÍTIO do COSTUME














De peito feito e sedento de lances gloriosos, avançou intrépido para as ondas que o desafiavam mordazes; alterosas e bramindo a escassos trinta metros de distância, para depois virem morrer dóceis a seus pés. E quando exangues as sopunha, eis que astutas e velozes se retiravam diante dos olhos trocados por tão insólito estratagema. E iam e vinham; chegavam e partiam, sem parança. E ele avançava pela água chã adentro, pé-ante-pé mas decidido, ao encontro de uma delas -se possível da maior e trespassá-la, que esse era o desígnio maior e para o qual tão duramente se havia adestrado. Na areia seca e quente tinham ficando os outros banhistas que acreditavam que ele era capaz de chegar ao fim de tal empresa; aplaudiam-no e incentivavam-no quase sem descanso. Até que -num golpe desafortunado do destino, uma das ondas o fez perder o equilíbrio. Isso aconteceu precisamente no momento em que já se preparava para vencer aquela que era o seu objectivo.
Trouxeram-no para areia firme, exausto, desconsolado e não convencido da derrota. O porta-voz dos banhistas, garantiu-lhe que se tinha portado muito bem e que no início, nem acreditavam que chegasse tão longe. Depois um outro, com aspecto de presidente-de-qualquer-coisa, deu-lhe um abraço e entregou-lhe um envelope, acrescentando emocionado «Você bateu-se bem! Tão bem, que nem percebeu que no ardor da contenda com o mar, ficou sem os calções. Para uma refeição quente e para comprar qualquer coisa para vestir, tem aí dinheiro; e isento de quaisquer deduções ao fisco.»
Costa da Caparica, 2006. Texto e foto de: Alberto Oliveira.

41 Comments:

Blogger Vodka e Valium 10 said...

Tenho saudaddes da praia. Também me degladio e faço por perder. Quando quero voltar à toalha, à areia, peço-lhes ajuda. Se não, mergulho contra elas, debaixo delas, com elas.

Um vez, tal é a minha afinidade com o meio aquático, cheguei a pensar que podia ter sido um animal marinho noutra encarnação.

12/7/06 09:15  
Blogger Pseudo said...

Lol...és um brincalhão :)
Bom dia.

12/7/06 09:56  
Blogger Phi@ said...

É sempre complicado deixar o passado onde realmente ele merece estar...no passado, no sítio do costume!! Cortar com as raízes que nos prendem lá atrás é tarefa árdua de um gladiador sim!!! Mas não temos outro remédio senão tentar ganhar as marés e seguir outras vias, mais tarde ou mais cedo conseguimos, é um facto!! Been there, still am there but i shall succed!! Bxox ao sal e ao sol!!

12/7/06 10:14  
Blogger robina said...

As pernas são tuas? :-)))

12/7/06 10:16  
Blogger Seila said...

ai credo, homem que já nem um moço pode estar a exibir os seus dotes perante amigos é preciso vir logo um alguém com um envelope. carago que ficou mal, quer dizer na gostei, mas do resto, sobretudo do mar agitado e das florinhas nas bermudas que o texto tão bem descreve, isso adorei.

12/7/06 10:29  
Blogger MC said...

Tudo está bem quando acaba bem!

(uma frase feita, enfeita sempre qualquer falta de imaginação...)

Beijos

12/7/06 10:35  
Blogger Maria P. said...

Este texto merece um lindo papel de fantasia, para embrulho, e ser enviado a certas pessoas.
um abraço

12/7/06 10:37  
Blogger OvelhaNegra said...

Nem sempre a força de vontade é sinónimo de vitória. E quando assim é, podemos dizer: «Se não podes com eles; junta-te a eles.»
Fizeste-me lembrar da Selecção Portuguesa e do seu desempenho no Mundial. Risos.
Um beijo de bom dia*

12/7/06 10:55  
Blogger Rui said...

Batista estava sorridente, o que disfarçava o seu queixo tremente. Sentiu uma brisa fresca a passar-lhe pelas virilhas e pediu uma toalha para se tapar.

- Aqui tem mais um envelope. - Quem assim falou com um homem gorducho e de bigode farto. Era o cabo-de-mar. - Está multado! Então você não viu que estava bandeira vermelha? Não pode entrar no mar assim...

A multidão vaiou o militar. Uma mão mais atrevida, deu-lhe mesmo um calduço, derrubando-lhe a bóina.

Batista meteu o envelope do dinheiro nos calções e rasgou a multa. partiu em direcção do mar, vinha lá uma onda das grandes.

12/7/06 11:57  
Blogger Sofia said...

Com este calor a tua foto e o teu post vieram-me refrescar. Obrigado!
;)))

bjs

12/7/06 14:25  
Blogger Teresa Durães said...

ahahahahahhahaha

E foi nessa altura que começou a chover torrencialmente????

(esqueceste de mencionar de quem são as pernas, olha-m'ele)

lololol

12/7/06 14:37  
Blogger Joana said...

Opá... praia.... mar... ondinhas... pés nas ondinhas e na areia...
Que saudades!
Vou deliciar-me com a tua foto...

e vou para casa, encho a banheira e chuncalho a água e depois um mergulho - splash! - errrrrr sabe a gel de banho...

tenho mesmo de ter férias!...
:/

12/7/06 15:16  
Blogger Teresa Durães said...

(com essas pernas - e sem chuva torrencial - não sei se eu não saberei mais da Capital)

12/7/06 16:18  
Blogger Teresa Durães said...

oohhhh não é uma questão de acreditar :(

12/7/06 16:52  
Blogger alice said...

em primeiro lugar, é imperioso dizer: que belas pernas!

em segundo lugar, os calções são giros, azuis e ficam-te bem

em terceiro lugar, aposto que também ficas bem sem eles, lol

beijinhos divertidos,

alice

12/7/06 17:19  
Blogger alice said...

acabo de ver que falta apenas uma semaninha para o teu blog completar um ano inteirinho de vida

é uma grande data que tem de ser comemorada como tal... já não me escapas, pronto! vai haver festa!

beijinhos grandes

alice

12/7/06 17:21  
Blogger lélé said...

Se tivesse ficado com os dois pés no sítio do costume não tinha perdido os calções, mas também não tinha ganho nada, portanto, valeu!...

12/7/06 19:53  
Blogger Vanda Baltazar said...

:)) só mesmo tu, com essa imaginação a toda a prova!!!

-sempre a bombar!!
;))

Obrigada pelos votos, no regresso conto-te as peripecias e qual dos países entrou mais cá dentro :)

Para já, o Senegal é mesmo o meu eleito :))

E agora vou ler o 8 ;)

beijos

Van

12/7/06 20:36  
Blogger manhã said...

Bela perna!

12/7/06 21:27  
Blogger Martha said...

ter um pé em frente perante a vida é sempre um acto de coragem...nem toda a gente consegue ter um pé em frente nos dias que correm...beijinho doce*

12/7/06 21:48  
Blogger João Mãos de Tesoura said...

Reabri um blogue que não é mais do que uma estória escrita por quem queira. Gostava que lá escrevesses um post.
www.oenigma.blogspot.com
Abraço

12/7/06 22:06  
Blogger Eamane Melwasul said...

gosto mto deste blog, e adorei os textos :)

12/7/06 23:52  
Blogger poca said...

ainda há gente boa! são esses que fazem falta nos bons e maus momentos... são esses que é bom mantê-los por perto...
e que nos ajudam a voltar a por um pé à frente... do outro...

(em relação ao fingidor... acho que o fernando disse-o bem a forma como acaba: que chega a fingir que é dor, a dor que deveras sente.)
beijinhos

13/7/06 03:06  
Blogger rouxinol de Bernardim said...

Esta vida é um permanente combate contra as ondas da adversidade!

13/7/06 07:35  
Blogger João Mãos de Tesoura said...

Ena, ena... e o envelope é reutilizável? :D
Bons jogos!

13/7/06 07:48  
Blogger alfazema said...

este prémio de jogo ficou isento de imposto. mas este não foi milionário como os outros. a vida é um risco, umas vezes perde-se e outras, ganha-se. é bom ter sempre um pé à frente e outro atrás para não desequilibrar e cair. É que nem sempre temos quem nos dê a mão !

13/7/06 08:58  
Blogger Teresa Durães said...

Tive um livro que falava de periquitos. De tal forma que nunca mais os confundi com ....caturras :)

13/7/06 11:52  
Blogger Sea said...

Mania de o lixo ficar no MAR. Para que raio quero eu uns calçanitos e ainda por cima de homem?!?!?

13/7/06 12:07  
Blogger alice said...

meu querido amigo,

vou guardar as tuas palavras como algo que hei-de mostrar aos meus netos ;)

eu que ainda nem filhos tenho...

tão lindo, tão lindo, adorei o que escreveste, fiquei emocionada

obrigada com todo o meu coração

beijo-te comovida

alice

13/7/06 14:36  
Blogger tb said...

com um pé à frente do outro as derrotas são apenas momentâneas...
Beijos

13/7/06 15:30  
Blogger segurademim said...

... quando o presidente do-não-sei-quê se lhe dirigiu com um papel na mão, gelou!

querem ver que a bandeira estava vermelha - pensou - e eu depois deste esforço todo, deste show magnífico, deste strip artístico... fui multado???

mas a piscadela de olho não se fez esperar e o abraço que se seguiu, não deixaram dúvidas!!!! era cash, dinheirinho certo!

que alívio! impostos só pra quem trabalha...

13/7/06 16:42  
Blogger Silvia said...

Falhou a depilação, mas pronto. Ou se paga impostos ou se vai à esteticista. :)

13/7/06 16:47  
Blogger De tudo e de nada said...

Uma boa sátira à polémica da dedução do IRS da selecção:)))

13/7/06 16:48  
Blogger robina said...

Continuo na expectativa e estas pernas não me saem da cabeça :-))))

13/7/06 17:15  
Blogger .*.Magia.*. said...

Eu tenho os impostos em dia !

13/7/06 19:44  
Blogger Teresa Durães said...

(hoje não houve praia...???)

13/7/06 23:41  
Blogger _+*A Elite in Paris*+_ said...

Porque é sempre mais facil ter um pé sempre atras? beijokas!

14/7/06 02:16  
Blogger Tons Pastel said...

Era um jogo e arriscou. no jogo é sempre assim. o leão rugia mas acabava dócil que nem um gato aos seus pés. e ele foi entrando, foi-se deixando levar pelo desafio e acabou caído, exausto sem nada partido...
às vezes partimos para sempre!

14/7/06 08:25  
Blogger sotavento said...

"Coitadinho(s)" do(s) mocinho(s)!... (risos)

14/7/06 14:58  
Blogger Mendes Ferreira said...

boas férias Fantasia.....



com os dois pés...



abraço na onda.

14/7/06 15:19  
Blogger anirac said...

eh, eu também já perdi muitas vezes o aquilíbrio, é preciso é erguermo-nos***beijo de bom fim de semana

14/7/06 16:43  

Post a Comment

<< Home